top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Urussanguense participa do Instituto Catarinense de Cinema

Lançamento acontecerá na próxima quinta-feira em Joinville



Na noite da quinta-feira 19/05, Urussanga será representada pelo cineasta Luiz Fernando Machado na solenidade de lançamento oficial do ICC – Instituto Catarinense de Cinema. Segundo Luiz Fernando, que é um dos 80 associados, o Instituto já está na ativa desde maio do ano passado, onde reuniões virtuais com diretores, produtores e profissionais do audiovisual catarinense, passaram acontecer de forma frequente, sendo que o objetivo principal da diretoria e dos associados, é promover o desenvolvimento do setor em Santa Catarina, nas suas mais variadas vertentes, e também descentralizar a indústria de se fazer cinema no Estado, ampliando assim o debate, a articulação, a captação e a produção propriamente dita, além da realização de eventos e festivais de cinema, dos mais variados gêneros. Seis mesorregiões catarinenses possuem seus representantes no ICC: a região Norte, o Sul, o Vale do Itajaí, a Grande Florianópolis, a região Oeste e a região Serrana.

A solenidade será presidida pelo diretor cinematográfico, roteirista e produtor cultural e responsável pela Ocotea Filmes: Anderson Dresch Dias Correa, grande incentivador da área e que possui entre curtas, documentários em seu currículo, o longa “Uma Carta para Ferdinando”, de 2020, onde além da direção, assina o roteiro com o vice presidente do ICC, o também renomado cineasta Fabio Cabral. Fabio é responsável pela Plano Superior Produção Cinematográfica, com sede em Florianópolis, fotógrafo desde 1982 ligado ao cinema, como diretor e diretor de fotografia de filmes publicitários, curtas e longa metragens como “O Dono do Mar” em 2002 e “Bodas de Papel” em 2006.

O urussanguense diretor do premiado filme Albertina, Luiz Fernando F. Machado, disse à reportagem de Panorama SC que “o Instituto Catarinense de Cinema é um movimento para fortalecer de forma efetiva a representatividade do setor audiovisual em todo estado, longe das barreiras impostas pelos interesses de poucos, livre de preconceitos e do histórico provincianismo vigente em determinadas regiões.”

Comments


bottom of page