top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

MAURO PAES CORREA

Frio, pó e imprevistos


A umidade é uma grande inimiga dos componentes eletrônicos, principalmente se eles estão com poeira acumulada.

O computador para de funcionar, trava, o notebook dá tela azul.

Você começa o seu dia no frio, mas a paciência “ferve”.

O correto é no verão, fazer sempre a limpeza de dispositivos, para que quando chegue no inverno, o equipamento não deixe você na mão.

É preciso levar até uma assistência técnica, abrir o equipamento e fazer sua limpeza.

O custo-benefício é muito baixo se comparado com as dores de cabeça que você pode enfrentar.

Os ventiladores (coolers) de ventilação podem sofrer com o excesso de pó, inclusive com mau funcionamento, podendo queimar até mesmo o processador do equipamento.

Além disso, com o superaquecimento, surgem inúmeros problemas, além do pó em si, que sempre carrega consigo alguma partícula indesejada.

É impossível o equipamento não receber poeira, salvo se estiver em algum ambiente refrigerado ou controlado.

Fora isso, não adianta chorar: é preciso fazer uma limpeza. O custo, sempre varia de acordo com o tipo de equipamento e o tempo disponibilizado para a limpeza.

Basicamente, é como a limpeza de ar-condicionado.

Para economia e bom funcionamento, recomenda-se uma limpeza anual, não é mesmo?

A mesma regra vale para computadores, notebooks e smartphones.

Inclusive reforço a dica de que equipamentos bem conservados, tem uma durabilidade maior.

Claro que via de regra, os novos equipamentos têm uma longevidade “esticada” em relação ao passado.

Os técnicos, que convivem no dia-a-dia na manutenção que o digam.

No inverno, a regra é clara: equipamento limpo, trabalho tranquilo.

Com as ondas de frio (e úmidas) chegando à nossa região, não deixe para depois. Busque fazer uma limpeza em seus dispositivos para utilizá-lo da melhor forma possível.

Principalmente nestes tempos de escassez de componentes que atualmente estamos vivendo.


Comments


bottom of page