top of page

Urussanguenses importam peça inteira de queijo italiano

A peça foi adquirida para atender os clientes nas festas natalinas e de final de ano



Buscando atender cada vez melhor sua clientela e trazer novidades para a Benedetta, o casal Mônica e Anderson Cancellier, do Açougue Bendo de Urussanga, adquiriu uma peça do famoso queijo italiano grana padano.

Importado diretamente da Itália, da cidade de Soresina, na Lombardia, o queijo pesando 36 kg chegou a Urussanga no final da semana passada e já está sendo vendido para os apreciadores desta iguaria que é fabricada desde o século XI no Vale do Pó, região ao norte daquele país e que abrange as 27 províncias responsáveis por manufaturar o produto.

“Nossos clientes gostam muito de produtos que remetem à gastronomia italiana. Desde massas, embutidos até queijos. Nós já tínhamos uma grande variedade destes produtos, cerca de 40 tipos de queijos, mas faltava o famoso grana padano. Então, para trazer o sabor original, resolvemos importar direto dos produtores na região da Lombardia, da Latteria Soresina, que fica na provincia de Cremona, perto de Milão” explicou Anderson ao informar que o queijo será comercializado em pedaços.

“Nós vamos cortar a peça nesta sexta-feira 12/11, e a princípio, vamos comercializar o queijo em pedaços, em fatias que poderão serem desgustadas como aperitivo ou raladas para completar outros pratos” afirmou Mônica.

É bom registrar que talvez esta seja a primeira vez que um comerciante de Urussanga adquire diretamente da Itália uma peça inteira de grana padano. O mais comum é que este tipo de produto venha de mercados da Argentina e Uruguai e, também, através de importadores que já entregam em pedaços ou ralado para mercados e restaurantes.


SAIBA MAIS


A Planície Padana, também conhecida como Vale do Pó, é um dos nomes do território italiano que se estende de oeste a leste daquele país, entre os Alpes a norte e os Apeninos a sul, tendo aproximadamente no centro o rio Pó.

Segundo historiadores, o adjetivo “padana” deriva do nome do rio em latim, “Padus”.

O preparo deste queijo é tão tradicional que possui a certificação DOP - Denominação de Origem Protegida, a qual garante que a qualidade e características do queijo só podem ser atingidas neste território.

Além disso, um verdadeiro grana padano recebe a marca original do trevo de quatro folhas, a qual garante que o item foi produzido na província adequada, tem as características típicas e uma formulação repetida em toda a sua superfície.

Duro e semi-gordo, com aqueles pontos que parecem cristais ao mastigar, o laticínio é produzido com leite de vaca a partir de duas ordenhas diárias, em forma de um pneu pesando de 24 kg a 40 kg.

Apresenta uma casca muito dura, de cor amarelo forte, de textura lisa e grossa. Tem um sabor fresco, frutado e doce.. E o preparo é tão detalhista que leva em média 18 meses para ser curado e o tipo de queijo varia: os “maggengo” são produzidos com o leite da privamera e do verão, enquanto os “vernengo” são feitos com o líquido do outono e inverno.

bottom of page