Urussanguense entre os pesquisadores mais influentes da América Latina

Kristian é professor na escola que estudou e também na UNESC



O mês de outubro iniciou com boas notícia para a região da AMREC.

Isso porque o AD Scientific Index, sistema de aferição do potencial de pesquisadores de todo o mundo, divulgou os índices dos cientistas mais influentes da América Latina e, entre os que mais se destacam, estão professores da UNESC.

Só para se ter noção da qualidade do ensino na região, entre as 456 instituições do continente que aparecem no ranking, a Unesc está em 106º lugar. É a terceira de Santa Catarina e a primeira não estatal entre as catarinenses relacionadas. As outras catarinenses que aparecem à frente da Unesc são a Universidade Federal (UFSC), 10ª colocada, e a Universidade do Estado (Udesc), 99ª.

O AD Scientific Indez se baseia em avaliações de periódicos de universidades, em um sistema de classificação e análise que se abastece no desempenho científico e no valor agregado da produção científica de cada pesquisador.

Os valores das pesquisas nos últimos 5 anos têm peso para o levantamento. O índice leva em conta doze áreas: agricultura e silvicultura, artes, design e arquitetura, negócios e gestão, economia e econometria, educação, engenharia e tecnologia, história, filosofia, teologia, direito, estudos jurídicos, medicina e ciências da saúde, ciências naturais, ciências sociais e outros.

E, para felicidade geral da nação Benedetta, o urussanguense que estudou no Colégio Caetano Bez Batti, no Bairro da Estação, e hoje ministra aulas para seu conterrâneos, também está nesta relação de pesquisadores mais influentes.

Seu nome: Kristian Madeira.

Matemático com doutorado em ciências da saúde, Kristian Madeira é apaixonado por análise de dados. Tem atuado com análise de dados das áreas da saúde, humanas, sociais aplicadas, engenharias e tecnologias, realizando consultorias para programas de residência médica, graduação, especialização mestrado e doutorado de várias regiões do Brasil. É líder do Grupo de Pesquisa em Métodos Quantitativos (GPMEQ), pesquisador do Laboratório de Pesquisa Aplicada em Computação e Métodos Quantitativos (LACOM/UNESC) e docente do ensino superior em níveis de graduação, especialização e mestrado no Brasil (UNESC/UNIPLAC/UNIVILLE/UnC) e em Angola (Instituto Superior Politécnico de Caála). Possui mais de 70 artigos publicados em periódicos científicos nacionais e internacionais, além de livros e capítulos de livros.

É parecerista do Guia da Faculdade Quero Estadão e revisor de periódicos científicos, como Journal of Affective Disorders, Revista da Associação Médica Brasileira e Revista Econômica do Nordeste. Possui conhecimento em análise de dados univariada e multivariada utilizando diversos softwares, como o IBM SPSS, IBM AMOS, R, STATA, SAS, Orange, Prisma, RevMan e MetaDisc. É membro da Comissão Municipal de Geografia e Estatística (CMGE) da cidade de Criciúma/SC e mais recentemente tem atuado em pesquisas relacionadas ao COVID-19.

Em entrevista à reportagem de Panorama SC, Kristian disse que foi gratificante estar incluído num ranking que mostra os mais atuantes pesquisadores da América Latina.

“Tudo isso é resultado de muita dedicação, esforço e trabalho durante vários anos. Fico feliz porque busco, através do meu trabalho e pesquisas, melhorar a vida das pessoas. Mas, sem este amor ao que se faz, sem esta persistência, é difícil obtermos bons resultados. E é exatamente isto que tento transmitir ao meus alunos” afirmou Kristian que já ministrou aulas nas escolas urussanguenses Lydio De Brida, Lucas Bez Batti e também na Barão do Rio Branco onde foi inclusive Diretor Adjunto.