top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Urussanga - Projeto Avise visa conscientizar e combater o abuso sexual


Em nove meses de atendimentos da Escuta Especializada em Urussanga, por meio da Lei federal 13.431/2017, o Creas e o Conselho Tutelar Municipal, já receberam 17 casos de violência sexual contra crianças e adolescentes. Embora o número seja alto, estima-se que outros casos ainda devam ser denunciados. Por isso, alertar e conscientizar sobre o tema, é de extrema importância.

“Esses casos que chegaram, a grande maioria foi por revelação espontânea, que é quando a vítima revela espontaneamente a questão do abuso. A gente sabe que existe uma demanda reprimida que precisa ser trabalhada, e através da prevenção podemos fazer uma identificação e trabalhar esses casos”, explica a Presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA), Edilene Colonetti de Souza.

Pensando nisso, a Secretaria Municipal de Assistência Social, em parceria com o CREAS, Conselho Tutelar e Departamento de Cultura, estão lançando o Projeto Avise, que tem como objetivo, abordar e desenvolver o tema, através de ações de prevenção e combate.

“O mês de maio é nacionalmente conhecido como Maio Laranja - mês de enfrentamento e prevenção ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes, tendo o dia 18, como o dia nacional de combate a essa grave violação de direitos. A data é alusiva à morte da menina Araceli, violentada e morta aos oito anos de idade, e tem o intuito de informar, sensibilizar e combater essa forma de violência”, explica a Secretária de Assistência Social, Izolete Duarte Vieira.





Projeto iniciou nesta quinta-feira


Dividido em três etapas, o Projeto Avise teve início nesta quinta-feira (18), às 8h, com uma caminhada de conscientização, que partiu das escadarias da Igreja Matriz, rumo a Secretaria de Assistência Social.

Partindo da Igreja Matriz, um grupo composto por escoteiros, Assistência Social, CRAS, Creas, Secretaria de Educação, Polícia Militar, Agentes Comunitárias de Saúde, e estudantes das escolas Barão do Rio Branco e Caetano Bez Batti, caminharam levando flores símbolos da campanha e faixas, acompanhados por carro de som, chamando a atenção da população.

"O Projeto Avise, é para conscientizarmos as pessoas do que acontece hoje com as nossas crianças e adolescentes. Pensando no caso da menina Araceli, que há 50 anos foi estuprada, violentada e nada aconteceu, não teve justiça para ela, queremos hoje alertar para que não aconteça mais crimes como este, e que haja justiça quando acontecer. Por isso essa paralisação, essa caminhada para conscientizar as pessoas que os agressores podem e devem ser denunciados. Disque 100. Denuncie, para protegermos as nossas crianças e adolescentes", destacou a Secretária de Assistência Social, Izolete Duarte Vieira.

Na chegada à secretaria, os participantes em um ato simbólico "plantaram" as flores no jardim. Eles receberam e entregaram panfletos de conscientização e puderam escrever recados e mensagens de alerta ao tema.


A segunda etapa, será realizada nas escolas posteriormente, onde o tema será levado para as crianças. Já a terceira fase do projeto, deve ocorrer com os adolescentes.

Comments


bottom of page