Urussanga- Prefeito visita barragens para avaliar o abastecimento de água


A falta de água e os baixos níveis nas barragens da região nos últimos meses geraram preocupação do setor público. Em Urussanga não foi diferente até porque as chuvas, que amenizariam ou mudariam este quadro, demorou a chegar, mas, segundo o prefeito da cidade Gustavo Cancellier, a situação já tem tomado um rumo diferente e positivo.

Acompanhado do auxiliar de operações do SAMAE, Valdecir Catarina, o chefe do Executivo urussanguense, visitou as barragens nesta semana.

“Estávamos preocupados, pois o fator clima não depende dos nossos esforços. Mas no fim de semana estive visitando as barragens e pude perceber que a situação foi amenizada pelas chuvas dos últimos dias. O que nos dá um pouco de tranquilidade diante das dificuldades já geradas e enfrentadas, por todos nós, com a pandemia do novo coronavírus”, avalia o prefeito alertando que mesmo assim o consumo deve ser criterioso. “Não é porque os níveis e água estão subindo que podemos tratar o assunto como resolvido. Precisamos, todos nós, utilizar a água para o consumo essencial, sem desperdícios”, completa.

A preocupação durante a estiagem também levou a equipe do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) a efetivar várias ações como a ampliação de carga horária, em 24 horas, da ETA 01 (Centro); captação de água 24 horas por dia do manancial de Rio Maior; abastecimento com caminhão Pipa nos bairros Santana e Rio Salto; ampliação de captação de água da ETA 03 de Rio Café/São Pedro; monitoramento constante dos níveis das represas; monitoramento dos níveis de poços artesianos; racionamento nos bairros Santana e Rio Salto; campanhas de redução de consumo de água veiculadas em rádio, jornais, internet e carro de som; e a transposição de água para atender a ETA 07 (Belvedere).