Urussanga- pela primeira vez candidatos eleitos receberão diplomas pela internet




As cerimônias de diplomação dos prefeitos e vereadores eleitos em novembro de 2020, serão realizadas até o dia 18 de dezembro, conforme determinado pelo Calendário Eleitoral.

Mas isso não significa que elas acontecerão como todos estavam acostumados, com candidatos eleitos e seus familiares em trajes sociais em evento especial da Justiça Eleitoral.

Na Comarca de Urussanga, esta data considerada especial para quem saiu vitorioso das urnas, era normalmente vivenciada no recinto da Câmara de Vereadores.

Mas a pandemia ocasionada pelo coronavírus modificará esta tradição.

Segundo informações da Secretaria da Câmara de Vereadores de Urussanga, este ano os candidatos eleitos na Comarca de Urussanga receberão seus diplomas em formato digital, os quais serão expedidos e disponibilizados exclusivamente para os eleitos que cumprirem o prazo de apresentação das contas de campanha.

As contas devem ser apresentadas até o dia 15 de dezembro e o descumprimento do prazo impede a diplomação do candidato enquanto perdurar a omissão.

Neste ano, devido à pandemia do coronavírus e ao avanço da doença em Santa Catarina, as cerimônias em cada município do estado poderão ser realizadas de três maneiras distintas, a critério do presidente de cada Junta Eleitoral: virtualmente, pela expedição dos diplomas na internet; por meio de videoconferência, com a participação de eleitos e demais autoridades; ou de forma presencial, tomando-se todas as medidas de segurança sanitárias determinadas pelos órgãos competentes.

Os diplomas assinados serão disponibilizados no site do TRE-SC na data designada, momento em que os eleitos e os suplentes serão considerados diplomados.

A diplomação é o ato pelo qual a Justiça Eleitoral atesta quem são, efetivamente, os eleitos e os suplentes com a expedição e disponibilização do diploma devidamente assinado, habilitando-os a assumir e exercer os respectivos mandatos eletivos.

A cerimônia compete aos órgãos colegiados da Justiça Eleitoral (TSE, TRE ou Junta Eleitoral).