Urussanga - Ministério Público aconselha manter afastamento do prefeito Gustavo


Informação divulgada pelo jornalista Adelor Lessa, na rádio Som Maior FM, no início da noite desta quinta- feira 22/7, dá conta de que o pedido de retorno ao cargo, feito pelos advogados do prefeito afastado Gustavo Cancellier, foi considerado inviável pelo Ministério Público Federal.

Do caso


Advogados do prefeito Gustavo Cancellier protocolaram um pedido no Tribunal Regional Federal para que ele retornasse ao seu cargo na PMU. Mas o Desembargador que recebeu o pedido, solicitou manifestação do Ministério Público Federal. Este, por sua vez, manifestou- se contra a volta do prefeito Gustavo, afastado desde o mês de maio passado. MPF sugeriu que o prefeito fique, pelo menos, mais 60 dias afastado para a continuidade das investigações. Até o momento, o Desembargador responsável pela decisão ainda não se manifestou e a expectativa é de que a resposta seja dada na próxima semana.