Urussanga : Ex-presidente da Câmara é indiciado em inquérito na Operação Hera

Polícia Civil pede prorrogação de afastamento de Bonettinho por mais 90 dias


A Polícia Civil de Santa Catarina, através da Delegacia de Polícia de Urussanga, concluiu o sétimo inquérito da operação Hera, indiciando o vereador Odivaldo Bonetti (Bonettinho) por crimes de peculato, prevaricação e omissão na comunicação de crime.


O vereador está afastado de suas funções de vereador e de Presidente da Mesa Diretora da Câmara de Urussanga desde 13 de dezembro do ano passado.


Além deste que já foi enviado ao Ministério Público e Poder Judiciário, Bonettinho continua sendo investigado em novo inquérito policial, juntamente com o ex assessor jurídico da Câmara de Vereadores e também seu advogado, o qual durante a investigação procurou uma testemunha.


Segundo o delegado da comarca Ulisses Gabriel, "na conclusão do inquérito finalizado hoje, foi representado pela prorrogação do afastamento por mais 90 dias".

Restam 3 inquéritos da Operação Hera para serem concluídos, além do novo inquérito que foi instaurado.