top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Urussanga - Desassoreamento constante garante tranquilidade em épocas de fortes chuvas


Em entrevista à reportagem de Panorama SC, o Diretor de Trânsito e Coordenador da Defesa Civil - Rafael Salles informou que este ano Urussanga viveu uma situação de tranquilidade no que se refere ao transbordamento das águas dos rios, principalmente no Bairro da Estação.

Segundo Rafael, “como acontece todos os anos, no mês de janeiro sempre há a ocorrência de grande volume de chuva em pouco tempo. Este ano não foi diferente, mas graças ao desassoreamento que havia sido feito no ano passado, não houve problemas de inundação, principalmente no Bairro da Estação, onde há uns pontos críticos”.

Essa conquista é algo que deve merecer uma atenção constante da municipalidade, acrescentou o Coordenador da Defesa Civil, ao explicar que o acompanhamento feito especialmente no Rio Caeté, exige que se faça de dois em dois anos um trabalho de limpeza do rio.

“Se mantivermos esta rotina, esta programação, conseguiremos evitar que nas épocas de fortes chuvas e tempestades, os moradores de áreas ribeirinhas sejam prejudicados com as inundações” concluiu Rafael.

Vale registrar que Urussanga, desde o início a colonização, sempre sofreu com inundações nas áreas baixas.

Registros fotográficos comprovam que este tipo de ocorrência era sazonal e que até na vitivinícola que funcionava na rua ao lado da igreja matriz, a água da chuva entrava sem piedade para atrapalhar o trabalho da empreendedora família Cadorin.

Com centro da cidade sendo cortado pelos rios Urussanga e o dos Americanos, o problema de inundações a cada chuva forte foi resolvido somente da década de 1970, quando o então prefeito Ruberval Pilotto fez o desvio e alargamento do rio Urussanga.

Já no Bairro da Estação, uma das partes mais baixas, o rio Caeté causou muito prejuízo para populações ribeirinhas e precisa, realmente, ser desassoreado constantemente para evitar este tipo de acontecimento.

Comentarios


bottom of page