top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Urussanga decretará Situação de Emergência após estragos causados pelas chuvas

Coordenador Regional da Defesa Civil esteve no município

para acompanhar situação e participou de reunião com o prefeito


O Governo de Urussanga através do Prefeito Municipal, Luis Gustavo Cancellier, após reunião de avaliação de danos causados pelas chuvas torrenciais que atingiram o município na madrugada desta segunda-feira (06), optou por decretar Situação de Emergência em Urussanga. Segundo relatório da Defesa Civil de Santa Catarina, entre às 0h e 6h, choveu em Urussanga um total de 75,6mm, volume exageradamente alto, que ocasionou diversas ocorrências em diversos pontos.

"Para se ter uma ideia de comparação, entre às 6h e 12h, o município com maior volume de chuva, não chegou aos 30 mm. Em seis horas, Urussanga registrou o dobro desta marca. Nosso objetivo agora, é o atendimento ao munícipe e por isso essa decisão de decretar Situação de Emergência", explica o Prefeito.

Segundo o Coordenador Regional da Defesa Civil de Santa Catarina, Rosinei da Silveira, que esteve no município visitando o local das ocorrências e participou da reunião junto do Coordenador Municipal, Emerson Scrins, essa medida administrativa, serve para que toda a estrutura municipal, apoiada por voluntários e também instituições estaduais , e quando for possível, federais, possam dar mais celeridade na atenção no restabelecimento e na recuperação dos danos e prejuízos causados pela chuva.

"A partir deste decreto, é possível, por exemplo, comprar um material e colocar um maquinário a disposição da estrutura municipal, sem passar por todos os trâmites administrativos, desde que seja, para atender especificamente essas situações, o que leva emergencialmente, a atenção e rapidez no atendimento aos munícipes afetados pelas chuvas", destaca.


Ocorrências no Município

A ocorrência de chuvas persistentes, com volume acumulado devido ao alto índice de precipitação de chuvas durante a madrugada deste dia 06 de março (segunda-feira), provocaram eventos associados como, alagamentos, enxurradas, erosão fluvial, entre outras situações de risco em diversas áreas do Município de Urussanga, incluindo a ocorrência de uma família desalojada na madrugada, interdição de vias e pontes, registros de prejuízos econômicos público e privado, além de outros reveses à integridade da população local e à infraestrutura do Município.

A família que havia sido resgatada e levada para a casa de familiares, já retornou para sua residência após o escoamento da água, mas prejuízos materiais foram registrados. Na Rodovia Imigrante Trevisano, um trecho precisou ser totalmente interditado devido à erosão de uma parte da estrada, que coloca em risco quem trafega pelo local.

Na SC-108, na localidade de Rio Maior, dois pontos requerem atenção devido a deslizamento. Um no sentido Urussanga/Orleans que está em apenas uma pista, e outro no sentido Orleans/Urussanga, liberado no momento. Ambos os pontos estão localizados próximo ao Ventuno Pub (para referência).

A comunidade de Barro Vermelho teve uma ponte interditada na manhã de hoje, devido a erosão no local, porém, um paliativo já foi realizado para liberar o tráfego aos moradores. A Serrinha de Santana apresentou pequenos deslizamentos, e embora com tráfego liberado, o trecho requer atenção redobrada dos motoristas. Outras ocorrências pontuais com deslizamentos, alagamentos e quedas de árvores foram registradas e o serviço de restabelecimento das vias e locais foi realizado durante todo o dia.

Devido a pontos alagados e de acesso comprometido, cerca de 420 estudantes foram afetados com a falta de transporte, mas não serão prejudicados nas aulas, segundo a Secretaria de Educação.

Dados do Samae mostram que cerca de 740 unidades abastecidas pelo serviço foram afetadas e ficaram sem abastecimento de água durante algum período do dia. Algumas comunidades já tiveram o serviço restabelecido, e as demais, devem voltar a normalidade no decorrer desta terça-feira (07).


Alerta para novas ocorrências

Devido ao solo encharcado, o alerta da Defesa Civil para novos deslizamentos continua. Por isso, atenção ao trafegar em áreas de risco.

Para relato de ocorrências, o número da Defesa Civil é o (48) 99935-6591, porém, devido ao deslocamento para atendimentos, eventualmente o número poderá estar fora de área, portanto a orientação é que em caso de emergências e não possibilidade de contato com o órgão, a população busque comunicação com o Corpo de Bombeiros no 193 e Polícia Militar no 190. Para ocorrências de menor gravidade, o contato pode ser feito, em horário comercial, com a Secretaria de Obras no (48) 3465-0530 ou 3465-1150, e ainda com a Prefeitura no (48) 3465-1188, para que assim que possível a equipe possa estar averiguando a situação e dando o encaminhamento necessário.

Kommentare


bottom of page