top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Urussanga - assassinatos em escola catarinense acende alerta de segurança

Prefeitura e PM iniciam trabalho de identificação de possíveis falhas neste setor


O assassinato de quatro crianças em escola de Blumenau/SC na quarta-feira 5/04, chocou os catarinenses e a notícia ocupou espaço na mídia nacional alertando para o alto risco a que estão expostas as crianças e professores nas escolas.

Segundo informações, um jovem de 25 anos entrou com uma machadinha na creche, matando três meninos de 4 e 5 anos e uma menina de 7 anos, deixando ainda mais quatro crianças gravemente feridas. O assassino, que usou uma moto e pulou o muro da escola, se entregou à polícia após o massacre e foi verificado que tem uma longa ficha de antecedentes criminais.

Os boatos após a tragédia, eram de que a ação fazia parte de um jogo de internet, no qual os participantes eram desafiados a cometer crimes para vencer a partida e que havia outros que ainda iriam cumprir suas tarefas. Isso causou pânico na população e, em Blumenau, as aulas foram suspensas em todas as escolas. Posteriormente, estes boatos foram desmentidos.

Em Urussanga, após emitir nota oficial se solidarizando com os familiares das vítimas e repudiando o crime, o Governo Municipal, por intermédio da Secretaria de Educação, tomou ações preventivas.

Entre elas, solicitar que as rondas feitas pela Polícia Militar sejam intensificadas para garantir a segurança das escolas e tranquilizar as famílias urussanguenses.

O prefeito de Urussanga, Luís Gustavo Cancellier, garante que medidas efetivas estão sendo alinhadas para solucionar as falhas de segurança que possam haver em algumas unidades escolares e um trabalho de consultoria em parceria com a PM será realizado nas escolas do município.

A partir da próxima semana, a Polícia Militar de Urussanga deve iniciar o trabalho de consultoria nas escolas. “Vamos orientar as escolas a imporem algumas barreiras físicas para dificultar o acesso de pessoas não autorizadas, e estamos em contato com as secretarias tentando orientar e passar algumas medidas que podem ser implementadas de imediato”, afirmou o Tenente da Polícia Militar, Henrique Carrer Arent.


Comments


bottom of page