STJ nega retorno do prefeito de Urussanga


A semana acabou mal para o prefeito afastado de Urussanga - Gustavo Cancellier que, certamente, esperava retornar ao cargo após o julgamento da liminar protocolada no Superior Tribunal de Justiça, ocorrido na tarde de ontem 11/02 (por coincidência, o dia é o mesmo número de seu partido- o PP e o mês é o mesmo número de seu mandato - o 2).


Mas o STJ acabou concordando com as decisões proferidas nas instâncias anteriores e manteve o afastamento do prefeito Gustavo. Essa não é a primeira tentativa dele de voltar ao cargo, sendo que vários recursos foram protocolados, mas todos foram negados pela Justiça.

Pelo que está posto, há grande possibilidade de Gustavo enfrentar a Comissão Processante na Câmara de Vereadores de Urussanga fora do poder e, ainda, com seu partido - o PP, desgastado, fragilizado e dividido.