top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

SERGIO MAESTRELLI

PÍLULAS


  • Ainda sobre as lajotas que se mexem, que se movimentam, que pulam, que passeiam. A Prefeitura com uma nova licitação ataca a consequência do problema, ao invés de atacar as causas do problema. Serviços terceirizados de péssima qualidade com fiscalização ao que se supõe ausente. A Prefeitura deveria ampliar, urgentemente, o seu quadro de fiscais. Obra tem que ser fiscalizada no momento de sua construção e não depois de concluída. Se as pedras e lajotas pudessem falar, elas alegariam inocência plena e imediatamente correriam atrás de seus direitos. A falta de qualificação profissional nas inúmeras obras públicas em regime de terceirização é algo que salta aos olhos do cidadão. Cursos no IFESC para eles, vereador Zé Biz, edil defensor da qualificação profissional da nossa mão de obra.

  • Sobre ovos e a Páscoa de 2022 - Entro num Supermercado e observo um enorme cartaz: ovos de Páscoa em até 12 vezes sem juros. Saio do Supermercado e encontro o meu amigo Meneghel que diz: Maestrelli, os ovos estão muito caros. Eles se aproximam de cem reais. Comprei só seis. Seis? Sim, comprei uma bandeja com seis ovos de galinha. Ah! bom...

  • Que Covid-19, que escândalos de corrupção, que nada. O que vai decidir a eleição presidencial de 2022 será somente a economia. Do bolso do eleitor sairá o voto derradeiro.

  • Diretora do SAMAE de Urussanga, Magaly Mazzucco Bonetti utilizou a tribuna da Câmara e explanou sobre a atual situação da autarquia, bem como alinhavou as ações já encaminhadas, as atividades em andamento e os projetos futuros. A advogada em sua fala registrou o carinho com que foi recebida pelos servidores do SAMAE, bem como o apoio como diretora. Demonstrou segurança e desenvoltura na abordagem dos temas e ficou evidenciado que logo, logo, ela dominará o tema água dentro e fora dos canos.

  • Como diria um conhecido, você pode quebrar a esquina, mas não me quebra a estima.

  • Foi visível a baixa participação dos católicos nos eventos religiosos da Semana Santa, se comparados aos eventos do passado. Cada vez mais o ser humano relega a parte espiritual e privilegia a parte material. Feriados religiosos estão se transformando em viagens, passeios e confraternizações. Há algo de errado no ar. Que os ausentes façam a devida reflexão e repensem suas atitudes. Feriado religioso não é folga para se esbaldar no mundo profano.

  • Você, seguramente, já recebeu inúmeros “SPAM”s, porém temos certeza que nunca ficou curioso para saber o que significa essa sigla. “Sending and Posting Advertisement in Mass” ou “Envio e publicação de anúncio ou propaganda em massa”.

  • Um Padre, numa cerimônia religiosa, reportou-se às constantes vicissitudes da vida. Alguém do meu lado indagou: o que é vicissitudes? Então, lá vai. Vicissitudes da vida são as mudanças que constantemente ocorrem, ou seja, a sequência de alterações, de inconstâncias pelas quais passamos. Ah!, agora tá!

  • O nosso Congresso custa 0,15% do PIB. É o mais caro do mundo. Cada parlamentar custa 5 milhões de reais por ano. Na Inglaterra, cada parlamentar custa apenas R$477.000 reais. Nosso Judiciário não é diferente, pois custa 1,4% do PIB. Na Alemanha, os gastos somam apenas 0,4%. Parlamentares no Brasil recebem 528 vezes a renda média de um trabalhador. E com a maior cara de pau, eles dizem que “a democracia custa caro”. Vai nessa que você vai bem.

  • Câmara concede Medalha do Mérito de Urussanga a Demétrio Costa, projeto de Decreto Legislativo de autoria do vereador Luan Francisco Varnier. Um urussanguense fazendo história em São Paulo. Merecido.

  • “O SAMAE por diferentes causas perde cerca de 40% da água tratada e a atual diretoria e equipe pretende reduzir esse alto índice pela metade”.

  • Vereador Luan com seu gabinete itinerante estará nesse sábado colhendo sugestões nos bairros Bom Jesus 1 e 2. Colher sugestões para futuras indicações e projetos no Legislativo é a inteção do edil.

  • Urussanga não tem a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), mas temos o vereador NEL. De um eleitor do referido vereador na escadaria da Câmara.

  • No Dia de Santo Expedito, o santo das causas urgentes, o Governador Moisés esteve no Sul e anunciou o asfalto. Mas não foi em Rio Carvão, foi lá em Nova Veneza.

  • Um gato preto continua circulando pela Casa Legislativa e caminhões de areão continuam produzindo Comissões de Investigação e Processante com atropelamentos no Poder Legislativo. Na última sessão, vereador Taliano foi atropelado por 5x3, e o vereador Bonetinho conseguiu um 4x4, pulando para o acostamento. Acho que os edis deveriam evoluir e trocar caminhões de areão por caminhões de asfalto, fato que impulsionaria o desenvolvimento e geraria a gratidão da população.

  • Quem esteve visitando o Poder Legislativo foi o ex-secretário municipal de saúde de Criciúma Acélio Casagrande. No período de 2003-2006 foi Secretário da SDR de Criciúma e um grande apoiador das ações e causas da Epagri, visando beneficiar o agricultor.


ATTENTI RAGAZZI

Do casamento de políticos mal intencionados com empresas terceirizadas também mal intencionadas surge um casal de filhos: uma filha denominada de “Corrupção” e um filho denominado de “serviço de péssima qualidade”.


AGORA UNINDO POLENTA COM CANTO

O Grupo Amici Della Polenta ampliou seus quadros e diversificou suas atividades. Adelchi Cechinel do Rio Carvão é o mais novo integrante dos “amarelos”. Agora, além da polenta com carne moída, vinho, queijo, torresmo e salame, teremos o canto. Os ensaios, que tiveram início debaixo de uma laranjeira, agora foram transferidos para a Atafona do Derdi. Um especialista em canto está identificando as vozes do grupo: primeira voz, segunda voz, tenor, soprano... Devido aos ensaios visando aprimorar as vozes com número indefinido, ainda não se tem uma data oficial para o primeiro tombo da polenta com canto. Quem adivinhar qual o primeiro canto a ser cantado pelo grupo em sua estreia leva um pratinho de polenta com um “tóco de formai”. “Mangiare, cantare e bevere” também é cultura.


A PÁSCOA DE 2022


Na 5ª Feira Santa, a tradicional missa do “Lava Pés” e a procissão religiosa entoaram o tradicional canto “Tão Sublime Sacramento”, do Centro de Pastoral para a Igreja Matriz. Na 6ª feira Santa, observa-se a cada ano a diminuição do número de visitas ao Monte Calvário. Fiéis continuam acendendo velas em local inadequado. Há um lugar específico para tal ato de fé. Acender velas ao pé da cruz provoca danos que já são visíveis na mesma. O maior inimigo do granito depois da marreta é o fogo. A caloria danifica a pedra. À noite, ocorreram as procissões do Senhor Morto e de Nossa Senhora das Dores, do Hospital pela Praça Anita. Padre Daniel foi muito feliz em seu comentário sobre as Sete palavras de Cristo. No sábado à noite, na antiga Residência do Padre Agenor, procedeu-se à benção do fogo. No Centro de Pastoral, a missa foi presenteada com os belíssimos cantos entoados pelo Movimento de Irmãos: Prometi no meu Santo Batismo, Santo, Santo, Santo, Antes da Morte, a Ressurreição, Senhor da Vida... Encerrando o Domingo da Ressurreição do Senhor, realizou-se a missa da noite com a Associação Coral Santa Cecília e com o Padre Valdemar, finalizando com o seu tradicional Amém.



Dois amigos na Praça – Pai e Filho – José Antônio Nascimento, 84 anos, o seu Zequinha, e o filho Everson João Damian Nascimento. O filho conhece todos os segredos dos encanamentos, por isso jamais entrará pelo cano e o seu Zequinha é o homem que tem na mente toda a história da Localidade do Rio Deserto



Da Semana do Gato para a Semana do Cachorro. O cão, cada vez mais, amigo do homem, está auxiliando na vigilância da EEUR. É a imagem que ilustra e abre o capítulo sobre a vigilância na Estação Experimental da Epagri de Urussanga, parte integrante do livro – “A Estação Experimental da Epagri de Urussanga- A Estação do Vinho Goethe”. O guarda Jurandir Prudêncio e o mascote batizado de “Empírico”, o guardião dos experimentos da pesquisa lá pelos idos de 2005.


SANTO EXPEDITO EM RIO CARVÃO


Cerca de 100 pessoas devotas de Santo Expedito entoaram um “Como é bonito Senhor, cada manhã”. E que manhã esplêndida vestida de azul e verde foi a manhã de 19 de abril em Rio Carvão, dia de Santo Expedito com missa celebrada pelo padre Valdemar Carminati! Em seu “sermão”, no dia do Santo do “Hoje e não Amanhã”, o padre afirmou que casos impossíveis são aparentemente casos sem possibilidades e para cada problema há mil soluções, porém nenhuma está pronta. É preciso trabalhar por ela. Que Santo Expedito, comandante da Legião Romana Fulminata, buscou a solução trocando a legião romana pela legião de Cristo. E concluiu a prática com seu característico “Amém”. Dr. Eduardo Piacentini, construtor do capitel de pedra, emocionado, efetuou um pequeno histórico sobre essa celebração religiosa que teve início em 2005 e que retornava após dois anos, suspensa pela Covid-19.

Comments


bottom of page