SERGIO MAESTRELLI

PÍLULAS

No Portal do Bairro da Estação, obra magnífica do Mestre Névton Bortolotto, salta aos olhos o cuidado com o gramado e as flores sob a responsabilidade por “Adote o Verde” da Joaza Floricultura da amiga Zaneide Dela Bruna. Já pequeno parreiral da uva Goethe, símbolo cultural de Urussanga e Azambuja, apresenta dois aspectos trincados. Os fios de arame precisam ser substituídos e/ou esticados e os pés de parreira, dos oito previstos, alguns já partiram para a eternidade.

Requer replantio e adubação por parte da Estação Experimental da Epagri de Urussanga conforme protocolo assumido na época. Então, epagrianos da Estação Experimental, ao “lavoro”.

Fogo que já destruiu 25 mil hectares no Pantanal de MS começou em grandes fazendas em Corumbá (MS), aponta investigação da PF. A Polícia Federal apontou as grandes fazendas Califórnia, Campo Dania, São Miguel e Bomsucesso com áreas que vão de 1.736 hectares a 33.833,32 hectares. O objetivo é destruir a vegetação para implantar pastagens. Então não foram os índios, nem os caboclos e pequenos produtores que riscaram propositadamente o fósforo. Foram os grandes fazendeiros que apostaram na sinalização da política ambiental frouxa do Governo Bolsonaro via Sales. A Europa está correta. Não deveria mesmo comprar a carne produzida nestas áreas a um custo ambiental absurdo.

33 milhões dos malfadados respiradores e agora 33 votos a favor do impedimento do Governador Moisés na Alesc. Ele que se cuide com o número 33. SC a caminho de se transformar num mini- Rio de Janeiro? Não condiz com as tradições de trabalho e seriedade dos catarinenses.

O fogo sai do Pantanal e vai para São Paulo. Área de instituto que monitora queimada é atingida pelo fogo. Bombeiros levaram 17 horas (o número do PSL) para controlar as chamas em torno da sede do INPE. Incêndio atinge também área de proteção ambiental do Palácio do Jaburu, em Brasília, residência oficial do vice-presidente Hamilton Mourão. Notícias cômicas se não fossem trágicas para o meio ambiente.

Olvacir Bez Fontana, grande empresário da construção civil do Sul Catarinense, em seu Castelo de Pedra no município de Nova Veneza, reuniu um seleto grupo de empresários e de expoente do setor das comunicações. Na mesa, além das ideias, massa, galinha caipira e vinho tinto. No próximo encontro, uma sugestão ao urussanguense Olvacir. Servir o vinho Goethe.

E os deputados do Rio de Janeiro, todos eles, acertaram a cabecinha do Governador Wilson Witzel (aquele que disse que acertaria bem na cabecinha dos bandidos do tráfico) e aprovaram por unanimidade o início do processo de impedimento do Governador. Quer nos parecer que a carreira da maioria dos políticos cariocas é esta: cabo eleitoral, vereador, deputado estadual, deputado federal, senador, governador e cadeia, se possível, no Presídio Benfica, aliás, um pomposo e sugestivo endereço.

“Uma jardineira coloca com delicadeza flores em meu colo, pensando, talvez, inspirar-me. Preferiria que as flores ficassem a balançar nos galhos”. Santa Terezinha do Menino Jesus, que desde 1980, ao lado da Beata Virgine de Caravaggio, é padroeira da localidade de Rio dos Americanos, cuja festa deveria ocorrer no mês de setembro, mas que a Covid-19 mandou suspender. 1º de outubro é o dia dela, segundo o calendário religioso católico.

O jornal Tribuna de Notícias - TD detinha bons colunistas em seus quadros. Observa-se que ficou ainda mais oxigenado com os colunistas Moacir Pereira e Cacau Menezes, mas imensa turma dos leitores está com saudade do Nei Lopes, o irreverente.

A pedido do jornalista Sérgio Costa, informamos que ainda não concluímos a investigação sobre os motivos do Além que determinaram a construção do abrigo de ônibus a uma distância centimétrica do Terminal Rodoviário. Expirado o prazo concedido inicialmente, somos obrigados a solicitar mais 30 dias de prorrogação para descobrir o que foi que motivou tal descalabro. É assim, caso parecendo ser impossível a gente resolve logo, agora milagre demora um pouco mais. Tem fatos e coisas que não se repetem em nenhum lugar do mundo a não ser aqui nella nostra Benedetta.

Olha aí, alguém com a mesma opinião do Maestrelli: “Se você puder sair das redes, saia”. Quem disse isso foi o nada mais, nada menos alto executivo do Google, Tristan Harris. É isso aí Tristan. Fique com as redes de pesca de nosso litoral que não provocam efeitos colaterais à saúde mental e corporal. Já um documentário da Netflix mostra os riscos a que os gigantes da tecnologia digital sujeitam bilhões de seres humanos diariamente pela Internet. A Internet é a 9ª maravilha do mundo, porém o problema está em quem navega.

Fico feliz quando encontro os agricultores de Belvedere aqui no Centro para uma boa conversa. Esses dias, encontramos um grande amigo e disse: Ô Canônica! Desse jeito não tem como levar Belvedere para frente. Em dia de chuva você desce e em dia de sol também. Desse jeito, como você vai trabalhar para aumentar o PIB da localidade?

A Rede Globo, sentindo a nova realidade, vai desligando a cada semana um grande elenco de atores e atrizes de memoráveis novelas, mas elas, as novelas, não diminuem não. Os políticos também gostam de fazer as suas. Estou falando da Lei das Licitações e as novelas dela decorrentes. Essa Lei das Licitações foi feita sob medida e se encaixa perfeitamente para os interesses políticos e de empresários corruptos. Lança-se a licitação para uma obra. Dá-se o prazo legal, divulga-se a empresa vencedora, a perdedora ou as perdedoras entram na Justiça alegando irregulares, vai para o MP e assim “La nave Va”. A rodovia Jorge Lacerda é um exemplo, mas nós temos exemplos urussanguenses também, e deste modo as obras se arrastam.


ATTENTI RAGAZZI

“Agradeço a minha mãe e presto meu silêncio ao meu falecido pai”, disse com a voz embargada, Dom Angelo Ademir Mezzari, natural da Comunidade de Sanga do Engenho, no Município de Forquilhinha, sagrado bispo em Içara neste mês de setembro, no Santuário Sagrado Coração Misericordioso de Jesus. O menino que ouvindo o chamado do Senhor, com 13 anos e apenas com uma muda de roupa, se dirigiu para o seminário.



A bela residência com a presença maciça do granito na própria construção e em todo o seu entorno que está sendo concluída no Bairro das Damas. É de propriedade de Marcos Nola, filho do amigo Pedro Nola. Uma verdadeira obra de arte assinada pelo pedreiro Afonso Beluco. Por incrível que pareça, tem gente que não gosta do granito. Como diria o italiano: “far que... pantaloni há per tutti i cantoni”.


ENDER O VINHO GOETHE E A CULTURA ITALIANA

Sérgio Luiz Maccari Júnior há algumas semanas deixou a Diretoria de Turismo. Assumiu William de Rezende.

“Vender o vinho Goethe e a cultura italiana”, frase citada pelo recém- nomeado diretor de turismo é uma receita urussanguense que está no balcão de vendas há pelo menos 20 anos, mas a carroça com vinho se desloca muito vagarosamente.

Na nossa análise, um dos nós é a falta de sintonia entre aqueles que ajudam a empurrar o processo e aqueles que são responsáveis por puxar o processo, ou seja, o Poder Público. Nos últimos 15 anos, o cargo de diretor da área da cultura e turismo, antes juntos, agora separados, tem um “mandato” médio de oito meses.

É gestão pública com alta rotatividade. Tirando os famosos “três meses” iniciais para se tomar “pé da situação”, direito natural de quem assume, restam praticamente quatro meses para se tentar implantar algum projeto e ainda precisamos descontar os finais de semana, feriados nacionais ou municipais, dias santos, pontos facultativos... Se todos os prefeitos desejam reeleição e consequentemente oito anos para dar sequência a seus planos e projetos, pois afirmam que quatro anos é um tempo curto, imagine então oito meses. Não faltou capacidade para os nossos diretores de turismo e cultura, mas eles deveriam agregar um título ao nome... Fulano (a) de tal, o (a) breve. São muitos comandantes para um espaço temporal muito curto. Aqui está o segundo nó do setor.


DOR DE DENTE: A NOVA GERAÇÃO NÃO SABE O QUE É ISSO.

Com a evolução da odontologia e do aumento do número de profissionais, parece que a dor de dente é coisa do passado.

Uma dor de dente no passado tinha três caminhos: a temível broca e seu som, arrancar o dente ou o famoso bochecho com cachaça para amortecer a dor.

Em 1970 com o surgimento do gravador Philips, fiz uma entrevista com meu nono materno Tóni Nesi e lhe indaguei sobre algo que ele não gostaria de recordar dos tempos da juventude. Ele disse: a dor de dente que eu passei. Levava uma garrafa de cachaça para a roça para ficar com ela na boca e assim diminuir a dor. Era de enlouquecer. Nos nossos tempos de piá, dor de dente era algo comum. Havia os chamados dentistas práticos como Ivo Ferraro, Valdir Cechinel, Ângelo Bortolin e Jaime Bortolin entre outros e os dentistas formados como o Dr. Walter Silva e o Dr. Jair Bez Batti. Hoje quando se vê as matérias, comentários e propagandas, se sente como esse setor do conhecimento humano evoluiu e atingiu as alturas.


VIVEMOS AGARRADOS


Nossa vida é composta de abraços e de agarramentos. Todos sem exceção vivem de abraços. Uns vivem agarrados ao dinheiro, outros aos sonhos. Alguns vivem agarrados ao vício, outros ao jogo. Uns vivem agarrados ao sexo, outros à abstinência. Uns vivem agarrados ao prazer, outros ao poder, que não deixa de ser um exemplo de prazer. Uns vivem agarrados aos livros, outros ao trabalho. Alguns ao esporte, outros sempre agarrados ao dolce far niente. Uns vivem agarrados à ignorância, outros tentam dela se desgarrar. E você vive agarrado à que? E assim a vida passa num longo abraço ou num longo agarramento. Enfim todos nós vivemos agarrados. Li em algum lugar e ampliei o pensamento. E veio a Covid-19 para bagunçar tudo isso, deixando todos nós desnorteados, cambaleantes e tontos.


EUREKA, A LÂMPADA

Você já se interessou em saber por que a lâmpada está associada a algo criativo, ter boas ideias ou ideias geniais.

Vamos cavar um pouco neste poço. Vem da ideia de iluminar.

Porque a lâmpada representa a luz e dela a escuridão foge. Falo da luz do sol, mas também da nossa luz interior, por isso ela é algo espiritual. A boa ideia parece que surge da união da luz interior com a luz exterior. Há uma lâmpada dentro de você. Exercite em acendê-la.

E aí se acende a lâmpada com a ideia que você precisava.

Assim você pode dizer: Eureka! - a interjeição que significa “encontrei” ou “descobri”- exclamação que ficou famosa mundialmente e dita por Arquimedes de Siracusa, não o Arquimedes Costa.

Há uma lâmpada dentro de você. Uns com 15 watts, outros com 40-50-100-150 watts. Você já pensou em qual é a sua potência?