top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

SERGIO MAESTRELLI

2020, 0 ANO DOS 50 ANOS DO TRI

Na maioria das horas acordadas, ou escrevendo ou lendo... Li num só “golpe” do início ao fim e sem intervalos comerciais, a Revista Placar comemorativa aos 50 anos da Conquista do Tricampeonato Mundial de Futebol nos campos do México, com 100% dos mexicanos gritando em todos os jogos, “Olé Brasil”. Foi emocionante rever as reportagens de Placar, cujo nº 1 lançado às vésperas da Copa veio acompanhado de uma moeda do Pelé. Tinha 13 anos e assistimos todos os jogos numa TV Preto e Branco Colorado RQ, a última palavra em tecnologia televisiva na casa do seu Arthur Cancellier, o seu Lúcio, e da dona Clorinda que nos dava um copo de gasosa antes dos jogos. Com chuvisco ou sem chuvisco, a alegria era grande naqueles dias de jogos e de alegria total naquele 21 de Junho de 1970. Como diria o escritor gaúcho Érico Veríssimo, um de nossos ídolos literários: “você não pode morrer sem antes conhecer o México”.


UMA DE SANTANA, OUTRA DE RIO CARVÃO

A de Santana: “Vinte anos te amei, vinte anos te procurei. Aos quarenta te deixei. Vinte anos te amei, vinte anos te mandei recado. 20 mais 20 são quarenta. Meu tempo mal empregado.” De quem será que o amigo Brizola se despediu? A de Rio Carvão: “Mesmo com pouco dinheiro, feliz e contente do que rico, triste e doente”. Da amiga Souvenir Cechinel Demarch.


“ME AJUDA FREUD”

Não adianta pedir ajuda aos universitários. Eles não resolveriam a parada. Por isso recorremos ao Sigmund Freud, o austríaco, pai da psicanálise que desvendou o que não se entendia. Só ele reúne conhecimento e condições intelectuais para definir essa criatura. Mas esse Siqueira desembargador é mesmo um debochado e arrogante em grau máximo. Tá precisando de um corretivo. É uma vergonha planetária que a Justiça Brasileira abrigue em seu corpo esse pseudo magistrado para a total vergonha nacional. Ele envergonha Rui Barbosa, envergonha a magistratura. Magistrado não, “magisestrago”. Se Freud vivo estivesse, evidentemente que ele iria sugerir como nome de batismo, nada mais, nada menos, que “Dr. Ego Brasilian”. Ô ego exaltado. Ele deveria receber o título de Imperador Romano do Brasil. Conheço apenas mais um que está no nível dele e que integra o chamado “Ego Exaltus Maximus”. O referido desembargador, o Dr. Ego, deverá ser eleito o idiota perfeito do ano. Mas por precaução, vamos aguardar até 31/12/2020, porque sabemos que a idiotice e a ignorância não têm limites. O universo é pequeno para as duas criaturas. Quando este representante da justiça morrer, se for para o céu, que o Todo Poderoso se cuide. Se for para o inferno é a vez do “Demo” se cuidar. Ele vai subir no trono assim que cruzar a famosa porta de Dante Alighieri. Como alguns exaltam e demonstram a miserabilidade com que se reveste o ser humano. Como diria o mexicano, “Madre de Dios”. O manezinho da Ilha diria: “Mas que istepô”. O italiano diria: “Dio Cristo”. O alemão diria: “Fui que nojo!” Só mesmo a misericórdia e bondade divina para perdoar um caso como este.


PÍLULAS


Alguns me perguntam se não é perda de tempo acompanhar presencial ou virtualmente as sessões dos vereadores. Nós respondemos que não por um simples e eficiente motivo. Eu, você, e os outros precisamos saber quais os assuntos e quais as ações que os vereadores estão implementando e para tal, utilizando como procuração o nosso voto. Simples assim, como os vereadores se dizem fiscalizadores do Poder Executivo, nós precisamos atuar como acompanhantes e fiscalizadores das ações e intenções dos nossos edis. Afinal eles, os vereadores, agem em teu nome, em meu nome, em nome de todos. Para tal ação receberam procuração nas urnas.

Nessas reuniões virtuais ditadas pelo Covid-19, independente do setor da sociedade, temos sempre a presença de um participante bastante assíduo. É o famoso “Trinca Ferro”. Ele incomoda em todas as transmissões.

A corrida rumo à Casa Branca de Urussanga. Começam a se movimentar as peças no tabuleiro do xadrez político. Por enquanto muitas ondas, que sobem, descem e quebram. Vamos colher uma amostra da espuma para análise.

Como diria um vereador, “é bem melhor um regime de urgência do que um regime alimentar”.

Tenho admiração e identidade plena com o número 9. O nove, porque ele é o número da finalização das coisas. 999 faz contraponto ao 666 do “Tinhoso”, segundo a Bíblia. Nove, além de ser nove, é novidade.

“Mais aprendi que ensinei” - lições de um pai para seus três filhos”. É o livro que está sendo concluído pelo jornalista Paulo Scarduelli. Por ser pai de três filhos, preciso ler este livro assim que for publicado e aprender um pouco mais.

Trafegamos a semana passada pela SC-108 rumo a Orleans. Nos desviamos de muitos buracos e mesmo estando mais atento que o próprio “Attenti Ragazzi”, quando vi, não deu tempo, tarde demais. Caí num deles, diga-se de passagem, um buraco muito bem localizado para pescar incautos. Quem sabe nós não devemos instituir uma campanha nos moldes: “Doe você também um quilo de asfalto”. Um quilo de asfalto para a Secretaria da Infraestrutura com sede em Criciúma para que ela tenha condições de tapar esses famigerados buracos. A nossa opinião é que o antigo Deinfra, antes com um italiano e agora com um alemão, continua somente com o feijãozinho com arroz: tapa- buraco aqui e acolá, roçadinha aqui, roçadinha ali, levantando uma placa aqui, uma placa lá. O famoso paliativo que dá uma tapeadinha até a próxima chuva. Deinfra, SC-108 e Rodovia Genésio Mazon, um trio que decididamente não se entende há muito tempo.

Papa Francisco nomeia seis mulheres para supervisionar as finanças do Vaticano. Resolveu entregar a elas a chave do cofre. É para dar uma virada em tudo no setor. Logo também teremos a primeira mulher a presidir o Rotary Internacional. Jennifer Jones do Canadá. Ela é co-presidente da Campanha End Polio Now e já foi vice presidente do RI. Recordei-me do Pe. Agenor que dizia: Se você quer que as coisas andem rapidamente, cerque-se de mulheres como assessoras, pois a dinâmica é outra. Enquanto isso, muitos dizem: “Que Deus me livre das mulheres inteligentes”.

Olhe o poder de uma única letra para mudar tudo. Digitamos numa ata: “Com o Ciclone ocorreu a queda de 5 pontes, devido aos ventos que atingiram a velocidade de 138 km/h, conforme registros da Epagri. Na realidade não ocorreu a queda de 5 pontes e sim de 5 postes. Apenas um “n” no lugar do “s” e tudo mudou. É, Deus está no todo e o diabo nos detalhes.

A Operação Lava-Jato perdeu a pressão e caminha rapidamente para o mesmo destino da sua irmã mais velha, a Operação “Mani Pulite” - Mãos Limpas da Itália. Tudo começa silenciosamente a ser desmontado pelos poderosos com seus interesses contrariados. A corrupção vai muito além do que descobriu a Lava-Jato e volta a reinar absoluta. Voltará com maior intensidade. Tudo está a indicar que da Lava-Jato só restará migalhas, trapos e farrapos, infelizmente.

O Covid-19 deu um basta na exterioridade e nos valores buscados lá fora e acentuou a interioridade com os valores buscados no seio da casa e da família.

Cerca de mil padres católicos brasileiros assinaram um manifesto com críticas a Bolsonaro, endossando um manifesto dos bispos. Eles afirmam que é necessário a reconstrução das relações sociais no Brasil devido a um cenário muito perigoso de impasses, crise política e de governança. Um abaixo assinado de 1.000 padres a princípio impressiona, mas segundo dados da CNBB de 2006, o Brasil possuía 18.700 padres, um padre para cada dez mil habitantes. Já na Itália, a relação é de um sacerdote para mil habitantes.

Se você não sabia, fique sabendo que os agentes patogênicos da tuberculose e do sarampo são originários de ovinos e caprinos; que a varíola vem dos camelos, a lepra é originária dos búfalos de água, a tosse convulsa dos suínos, a febre tifóide dos frangos. O vírus H5N1 vem dos pássaros... Que pandemônio.




ATTENTI RAGAZZI

Não abandone seus sonhos. Porque quem morre primeiro é a alma. Só depois o corpo. E a alma morre quando não há mais sonhos. A alma vai primeiro, o corpo vai depois.



Agosto também é o mês que nos faz retirar a tesoura do porão e do paiol e podar as vinhas do Senhor. Pedro Perito Nolla, 65 anos, erguendo os braços e produzindo o barulho característico da tesoura de poda em dezenas de propriedades em Urussanga. Tudo para se ter em janeiro aquela uva na boca ou na garrafa que faz tão bem para o corpo e para o espírito.



Agosto nos mostra o fim das bergamotas, da mexerica, da laranja crava, aquela do mato, aquela original, diria o amigo Tóni Fornasa. Em todas as safras, sempre o mesmo sabor. E as melhores são sempre as primeiras e as últimas. Por que será?

Vai um bilhete de rifa aí? Não está a fim de desfilar com aquele Jeep Willys para despertar os suspiros e a atenção feminina? Marcolino Trombim vendeu muita rifa para o Pe. Agenor. Essa foi uma delas. Imagine você com um desses desfilando na praça na década de 50 e colocando todas as carroças e aranhas para o lado...



Olha aí o filho da Jinjim, o Dr. Genuíno Soares de Oliveira, mais um da Rua do Sapo. Fechou o seu consultório de Odontologia e aqui com o João da Agropecuária Urussanga adquirindo ração para o gatinho que permanece em casa em isolamento e ração para o cachorrinho que agora tem a missão de levar o seu dono para passear diariamente. É nítida a imagem do cachorrinho já irritado parecendo querer dizer: Já estou perdendo a paciência com esses dois aí. É, Dr. Genu, o tempo “avoa” e nós felizmente precisamos agradecer a Deus por continuarmos numa “boa”. Por enquanto.


Comments


bottom of page