SERGIO COSTA

Relembrando

Ao invés de estarmos todos trancados por causa da pandemia, no ano de 2012 estávamos participando da XIV Festa do Vinho, que foi transferida para o mês de Junho e o prefeito Luiz Carlos Zen resolveu abrir os portões para a população participar do evento sem pagar. Na foto acima, em momento de abertura do evento, Zen e esposa Marília, então vereadora Stela Talamini, o presidente do PP na época- Geraldo Fornasa e Robson Barbosa, juntamente com Rainha e Princesas, recepcionando Esperidião Amin e sua esposa Ângela na Casa da Administração no Parque Municipal.

Local onde a editora desse semanário Marcia Marques Costa, entregou um exemplar de seu livro Tanti Anni Dopo ao então deputado federal Esperidião Amin. Como diria a famosa música de um banco, “o tempo passa, o tempo voa!” E, pra encerrar, eu remendo: mas nem tudo continua numa boa.



Pavimentando

Mesmo que o prefeito afastado Luiz Gustavo Cancellier volte a reassumir o cargo brevemente, Jair Nandi já terá marcado sua passagem e lastreado o caminho para a próxima disputa a prefeitura de Urussanga em 2024. Atuante e extremamente cauteloso, Nandi está fazendo do seu período frente à gestão do município o caminho que poderá contribuir, em muito, para um de seus objetivos: chegar a ser de fato e de direito o prefeito de Urussanga.


Chegando

Enquanto na Câmara de Vereadores foi percebido, na sessão desta semana, um movimento para desestabilizar o vereador Luan Varnier, autor da denúncia do fura-fila da vacina em Urussanga, no mundo paralelo ao dos políticos a história continua sem que os interessados no silêncio possam agir.

Primeiro porque a denúncia no Ministério Público não foi feita só por um vereador.

Segundo, porque já há cidadão sem mandato e consciente de seus direitos, que não gostou nada do levantamento dessa suspeita e já está preparando documentação para solicitar aos vereadores a instalação de uma Comissão Especial de Inquérito-CEI para esclarecimento do caso. Parece que vereadores serão colocados à prova no quesito papel fiscalizador, sempre muito comentado no Plenário por todos os edis.


Pensamento

“Pra perder de mais de 3 mil não precisava buscar gente adversária até pouco tempo. Tínhamos os nossos próprios nomes para colocar na forca e, acredito, sem ficar com a marca de maior derrota do partido em Urussanga. Por isso é bom estudar muito bem quem ficará na liderança a partir de agora”.

Comentário de um MDBista urussanguense que prefere ficar no anonimato, mas teme que nomes não representativos historicamente, sejam colocados na direção do partido na convenção do próximo mês de outubro.


O sobe e desce

Enquanto uns sentem a popularidade cair em virtude das denúncias em Urussanga, há os que já começam a olhar com outros olhos e desejos os espaços que se abrem para a próxima eleição municipal em 2024.


Palavra da Salvação

“O meu povo cometeu dois crimes: eles me abandonaram, a mim, a fonte de água viva. E cavaram as suas próprias cisternas, cisternas rachadas que não retêm água.” Jeremias 2.13


Citados

Luiz Henrique Martins-Cuíca (ex-vice-prefeito pelo PT) e Júlio Bonetti (ex-vereador e ex-assessor parlamentar PT) são nomes obrigatoriamente citados quando se fala no afastamento do prefeito urussanguense Luiz Gustavo Cancellier e visita da PF em Urussanga.


Mea-culpa

Enquanto as investigações estão sendo feitas e a Justiça cumpre seu papel diante do ocorrido em Urussanga, os burburinhos brotam por toda a cidade.

E é num momento desses que se vê onde o oportunismo vai ou a omissão esteve.

Sendo assim, tem muita gente precisando bater no peito e dizer mea-culpa antes de tecer qualquer comentário sobre a atual situação no Município.


Furo no navio

Outra postura notada foi a do abandono do navio que, supostamente, furou.

Tem gente que desfilava de smoking e taça de espumante junto à proa em campanha eleitoral e, agora, está se atirando no mar sem bote e sem nem saber o tamanho do rombo no navio ou, ainda, se será possível consertá-lo antes que afete a casa das máquinas. É o verdadeiro salve-se quem puder. Chega a dar nojo a hipocrisia.


Dando o tom

Para bom entendedor poucas palavras bastam.

E o tom do advogado de defesa do prefeito Gustavo Cancellier e seu irmão Sílvio foi bem claro quando afirmou, em entrevista ao repórter Rafael Niero, que a denúncia no Ministério Público foi feita pelo “ desafeto eleitoral do Prefeito”.

Advogado Bruno Carminatti Cimolin passa a contar, a partir dessa semana, com o apoio do escritório de advocacia que defendeu o governador Moisés nos seus processos de impeachment. Turma de peso no cenário estadual.


Contente

Quem anda feliz com as manifestações que vem recebendo de correligionários e até de pessoas não filiadas ao partido, é o jovem Leonardo Felippe.

Leonardo, que atualmente preside a JMDB e também a CDL Jovem de Urussanga, vem sendo apontado para presidir o MDB local.

Ao falar sobre o assunto com este colunista, Leonardo afirmou: “fico contente em ser lembrado. Estamos pensando, não só na nossa vontade de participar, mas no que for melhor para o MDB nesse momento, pois tudo se constrói com uma forte união partidária”.


Livre

Quem puder e quiser aproveitar o feriadão subindo a Serra do Rio do Rastro, o tráfego de veículos na região já está liberado e se estenderá até esta segunda-feira (7/05) às 7 horas. A turma que gosta que se enrosca de passar frio comendo frescal, queijo serrano e tomando vinho, o clima está propício.


Em greve

Prefeito em exercício Jair Nandi terá mais um problema a ser resolvido. Servidores municipais anunciam estado de greve e querem o reajuste salarial que, segundo eles, não vem sendo dado desde o ano de 2019.

Fortes emoções se aproximando do Paço Municipal.


Enquanto isso

Em Rio Carvão, moradores se reúnem nessa sexta-feira para discutir seus problemas e buscar soluções aos mesmos.