SERGIO COSTA

Presidente da CDL Jovem manifesta apoio à atividade do comércio varejista


Primeira reunião da CDL Jovem de Urussanga este ano,ocorrida esta semana, serviu para reafirmar o que parece ser um entendimento quase generalizado entre a classe do comércio varejista, bares, restaurantes e similares, além dos demais setores como prestação de serviços e indústria.

Todos, a exemplo da manifestação da CDL Jovem urussanguense, são contra o lockdown como método de controlar a pandemia.

Presidente da CDL Jovem - Leonardo Felippe, informou a este colunista que a atual diretoria trabalha para trazer novidades, realizar alguns eventos especiais e até buscar meios para o incremento de vendas. Mas, segundo o próprio presidente, embora respeitar as normas, zelar pela segurança e prevenção seja um dever também dos empresários, colaboradores e dirigentes da entidade, é preciso analisar que sem estarem com as portas abertas, o comércio não vende, não gera trabalho e renda e nem tem como pagar os custos de manter a atividade.

“A grande maioria dos comerciantes obedece as regras de prevenção para diminuir o contágio. É preciso que os poderes constituídos aumentem a fiscalização, punam aqueles que estiverem trabalhando fora das normas estabelecidas e, mais que isso, vá urgentemente em busca de investimentos para garantir leitos aos pacientes e vacinas para todos. O comércio quer atuar junto com os órgãos do governo nesta luta contra o coronavírus e ajudar a preservar vidas, mas não pode ser colocado como o vilão da história neste triste momento que vivemos” afirmou Leonardo.


No desespero

Promotores de eventos continuam desesperados na busca de uma reinvenção nas suas atividades, mas sempre esbarram no “não aglomera”.

E, sem aglomerar, não acontece evento de nenhum tipo. Ao menos os relacionados às baladas e shows, além dos gastronômicos e as tradicionais festas religiosas ou não. Parece que a tal da Covid 19, infelizmente, vai zerar muitos promoters que já estão mais trincados que copo de cristal em beira de estrada de chão batido.


No desespero II

Aliás, vale ressaltar que a grande maioria das entidades filantrópicas e associações estão atravessando a pior de suas fases das últimas décadas, com os caixas literalmente vazios em função da não realização ou participações em eventos que possibilitavam arrecadação de fundos. Pior, é que não sabemos quando esta situação poderá mudar.

Sem barraca

Após ter arrendado as dependências da famosa Barraca do Taliano, dizem por aí que, agora, o vereador Rosemar Sebastião está sendo chamado de “Taliano sem barraca”.


Conversa de bar

Depois do anúncio que a Câmara de Urussanga estaria fechada porque funcionários estavam com Covid, impedindo inclusive a realização da sessão ordinária da última terça-feira 2/03, rapaziada do bar já formulou seu pensamento:“Eles que tratem de voltar antes que o povo veja que não fazem falta!”



Frase da Semana


“A razão vos é dada para

discernir o bem do mal.”


Dante Alighieri- *1265 / +1321


Semana da Mulher Empreendedora



Assembleia Legislativa catarinense aprovou nesta quarta-feira 3/02, lei que cria a Semana Estadual do Empreendedorismo Feminino, a ser realizada na semana de 19 de novembro.

De acordo com o autor da proposta, delegado Ulisses Gabriel, o objetivo é buscar iniciativas que construam um ambiente empresarial mais digno para a mulher, com base não apenas em questão de gênero, mas focadas no mérito e na capacidade delas.

“Precisamos inspirar a promoção de ações governamentais e chamar a atenção para a relevância dessa questão”, acrescenta.

Atualmente, conforme levantamento recente do Sebrae, as empreendedoras são mais jovens e têm um nível de escolaridade 16% superior à dos homens, mas ganham 22% a menos.

Ulisses, que ocupou uma vaga como deputado no ano passado, acrescenta ainda que a participação do setor público e privado é fundamental no debate a na promoção de medidas de conscientização.