top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Santa Catarina - casos de suspeitas de dengue aumentaram mais de 600%


Foto: Cristiano Andujar/Arquivo Secom


Um boletim da DIVE/SC - Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, divulgado na semana passada, salienta que já ocorreram oito óbitos decorrentes desta doença no estado. No boletim quinzenal, foi informado que a curva de casos prováveis da doença segue em alta.

Já foram registrados 13.002 casos prováveis de dengue em 175 municípios catarinenses.

Os dados mostram um aumento de 654,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

Além disso, já foram confirmados oito óbitos pela doença (Joinville (05), São Francisco do Sul (01), Araquari (01) e Itajaí (01)), sendo que outras três mortes ainda seguem em investigação nos municípios de Itapiranga, Itapoá e Penha.

Foram identificados 11.471 focos do Aedes aegypti em 207 municípios, sendo que 155 desses são considerados infestados pelo mosquito.

Já no início desta semana, dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES) demonstram que dos 13.261 casos notificados da doença, até o momento, 213 pacientes necessitaram de internação hospitalar no Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo o informe da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), os 10 municípios com maior taxa de incidência são: Araquari (1431,97); Joinville (733,52); Apiúna (578,57); Itajaí (575,27); Itapiranga (533,24); Tijucas (523,51); Blumenau (383,94); São Francisco do Sul (339,51); Penha (305,39) e Florianópolis (296,93). Cuide-se e fique atento aos sintomas. Febre, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas na pele. Estes são os principais sintomas da dengue.

Além disso, dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes, queda de pressão e sangramento de mucosas já são sinais de alarme, indicando a necessidade de procurar imediatamente o serviço de saúde.


Comments


bottom of page