top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

SÉRGIO MAESTRELLI

VINHO, NOSSA IDENTIDADE CULTURAL


Estamos vivenciando mais uma edição da Festa do Vinho, a edição de número 20. Em 1952, Monsenhor Agenor Neves Marques, em artigo para a Revista de Tecnologia de Bebidas, publicado no Rio de Janeiro, afirmou que as zonas vitivinícolas nacionais vinham adquirindo características regionais típicas. Além disso, declarou que o nosso vinho Goethe estava fadado a se transformar num vinho típico e que teria o devido reconhecimento, pois o vinho é bom de paladar, perfumado e satisfaz a qualquer bom degustador.

Era o prenúncio da indicação geográfica 60 anos antes da mesma se materializar. Visionário, esse Agenor. Nesta semana, a alma do povo urussanguense revela a sua cor, a cor do vinho, a cor do vinho Goethe, nosso símbolo cultural maior, a nossa carteira de identidade e o nosso CPF. O vinho Goethe está para Urussanga assim como a Ponte Hercílio Luz está para Florianópolis, o Cristo Redentor para o Rio de Janeiro, o Rio Guaíba para Porto Alegre. O Coliseu para Roma, a Torre Eiffel para Paris. O vinho está entrelaçado, está intimamente ligado à história de Urussanga e Azambuja, bem como a polenta. Aliás, temos duas cores, porque, além da cor do vinho - seja ele branco, tinto ou rosé -, não podemos esquecer do amarelo da polenta dos Amici della Polenta. O vinho Goethe que desceu do carro de boi, subiu no trem, entrou num navio, que viajou até o Pará no Norte, e até o Chuí no Sul. O vinho Goethe foi aprimorado na Sub Estação de Enologia, atual Estação Experimental da Epagri de Urussanga, presente do presidente Getúlio Vargas ao nosso município.

Que todos os urussanguenses e amigos de todo o país venham para o Parque Ado Cassetari Vieira. Ele está florido, tem música no ar e ele se transforma nesta semana numa grande cozinha. E nunca se esqueça: visitas nós recebemos na sala, e amigos na cozinha. Que joguemos nossas desavenças na lixeira da esquina. Venha viver este nosso momento sublime. Se a Festa do Ritorno Alle Origini constitui um hino aos nossos antepassados, se a Vindima Goethe é um hino que reúne amigos trabalhando debaixo de um parreiral, a Festa do Vinho constitui um hino à alegria, um hino à magia. O vinho desmancha mal-entendidos, tritura ressentimentos, combate mágoas, desperta a alegria.

Viva a XX Festa do Vinho, sob o comando de Rangel Quagliotto, o PPK, que teve a coragem de assumir, num tempo exíguo, o comando deste evento.

E lembre-se: um dia, tudo na vida se esvai como areia fina da praia por entre os dedos. Um dia tudo será triturado pelo moinho do tempo, como diz uma canção. Restarão, apenas, os bons momentos vividos e as amizades preservadas. Agosto está chegando, agosto começou e com ele um suave odor de vinho no ar. Que a música e os bons vinhos Goethe carreguem todos para a terra do bom vinho e da cultura italiana, que nos leve para a Festa do Vinho, para o parque Ado Cassetari Vieira, para o palco maior da identidade urussanguense. Que cada um tome o seu “litroto de vin” na Capital Catarinense do Bom Vinho. Venha, erga a sua taça e brinde com seus amigos, antes que seque em nossas taças o vinho desta vida!

Vida longa à Festa do Vinho, vida longa ao vinho Goethe, vida longa a você leitor!



Estúdio Parque da Rádio Marconi, “A Voz dos Vinhedos”, a Rádio Oficial da Festa do Vinho - A inauguração ocorreu na quarta-feira, dia 03, no primeiro dia da XX Festa do Vinho, durante o programa “Ponto de Encontro”, comandado por Jair de Ávila. O projeto foi desenvolvido em parceria pelo arquiteto Fernando Luigi Padoin Fontanella e pela engenheira civil Camila Rodrigues da Silva. Mais uma etapa que se agrega ao sonho maior do fundador da Rádio Marconi, Monsenhor Agenor Neves Marques. Às vezes, fico pensando como seria o impacto das ideias e a repercussão das ações do Padre Agenor se ele tivesse a sua disposição a Internet, as redes sociais, o facebook, o instagram, o zap e demais ferramentas de comunicação do mundo atual.



Jean Pillon, urussanguense radicado em Boston (EUA), foi convidado a sentar na poltrona das palestras do Rotary Club. Ele anunciou que estão avançados os estudos e os projetos visando construir uma vinícola no Alto Rio Molha. Disse que pretende trazer para Urussanga a tecnologia de produção do espumante. Então, se tudo transcorrer conforme o planejado, o Alto Rio Molha irá viver altos momentos com a futura vinícola “Dom Valentino”.


LUÍS DE CAMÕES OU WILLIAM SHAKESPEARE?


Star pizza, vacine seu dog, auto center, shopping center, coffe-break, é preciso fazer um dowlond, back up, vou ao seu níver, test drive, fast food, slow food, self-service, feedback, check-in, deletar, delivery, drive-thru, fashion, lockdown, home office, fake news, freelancer, mouse, spray, outdoor, air bag, bike, blazer, botox, business, check-in, chip, design, drinks, facebook, flash, freezer, hacker, hamburger, handball, hobby, hot dog, internet, jeans, ketchup, kit, laser, light, link, look, login, lycra, marketing, merchandising, news, pen drive, pit stop, play, online, notebook, reality show, relax, show, software, site, slide, smartphone, scanner, shorts, stress, spoiler, stop, zoon, top model, topless, ticket, workshop, VIP, vídeo game... Num país em que a língua oficial é a língua portuguesa, Camões deve estar arrepiado e Shakespeare realizado.



Pe. Valdemar Carminati, o padre bergamasco, e o Paúra. Será que está surgindo uma nova dupla de tenores na Benedetta? Te cuida, Edson “Kuki” Savi Mondo



Tanti Auguri, Dona Olga Trento Fréccia, 105 anos! A longevidade é uma benção de Deus e, nesta trajetória, não faltam taças de vinho.


PÍLULAS

  • Onde estão os meus óculos? Cadê a chave do carro? Mas eu tinha o pen drive no bolso da camisa? E a chave da casa que estava no bolso da calça, onde foi parar? Tirei o relógio do pulso e coloquei aonde, santo dio! Que estresse quando se vive momentos como esses que citamos.

  • Circule pela SC 108 e você vai verificar que os abrigos de ônibus estão mais detonados do que aqueles das rodovias da Ucrânia, que se defende da invasão militar russa. Desrespeito total com os cidadãos usuários desses locais públicos. A mim e aos demais cidadãos pouco interessa se os abrigos são de responsabilidade do Governo Municipal ou Estadual. O que interessa é que sejam reformados.

  • Presidente da Câmara, Elson Roberto Ramos, praticamente exigiu uma fiscalização e acompanhamento, se preciso for, inclusive com catracas, visando controlar e contabilizar o número de pagantes. Disse ele que, em nome da transparência, a CCO tem o direito de ter acesso a esses números e o dever de informar ao cidadão.

  • Lixo acumulado – Com terceirização ou sem ela, depois de uma rápida lua de mel, a situação voltou a ser como antes no Quartel de Abrantes, e os problemas voltaram a se repetir. Das duas uma: ou o contrato foi mal elaborado, ou a empresa vencedora da licitação não dispõe de estrutura para equacionar o problema. Vereadores da oposição e também da situação emitiram críticas idênticas. Que tudo se normalize e esses transtornos sejam eliminados definitivamente.

  • Estamos vivenciando mais uma edição da Festa do Vinho, a de número 20. Que nesta semana todas as taças sejam erguidas para comemorações e não para discussões. Que o vinho traga alegria aos corações e lucidez ao pensamento.


ATTENTI RAGAZZI

Senhor, livrai-nos de todas as paixões, das paixões de qualquer natureza, pois elas diminuem radicalmente a capacidade de raciocínio e provocam erros. Livrai-nos de todas, menos daquelas que envolvem o amor.

Kommentare


bottom of page