SÉRGIO MAESTRELLI

LIVROS: LEIA E PASSE ADIANTE


Foi encerrado no último dia 5, Dia Nacional da Cultura, mais uma edição do projeto “Leia e Passe Adiante”. Esse projeto foi idealizado em 2014, por Maria Alice Batista (foto ao lado) responsável pela Biblioteca Pública Municipal. O projeto disponibiliza centenas de títulos de livros ao público com a recomendação “leia e passe adiante”. De acordo com Maria Alice Batista, o livro não pode ficar, permanentemente, apenas nas estantes, precisa, sim, ser folheado. Maria Alice tem demonstrado competência pra driblar a falta de recursos para o setor e criatividade cultural enorme em suas ações culturais. Ela, com suas atividades culturais, já desempenhou o papel de Alice no País dos livros Maravilha e já foi Alice Cultural, debaixo da Figueira da Praça Anita. Para este ano, ela está preparando uma bela surpresa cultural para as noites de natal. Então, vamos aguardar.


EMMA . A 1ª ROTARIANA DO BRASIL


A história desse pioneirismo nos remete ao ano de 1987, quando esta mulher recebeu um convite para conhecer o Rotary Club de Caçapava- SP. - Eu? Disse ela – Mas vocês não falaram que mulher não pode entrar no Rotary? E a luta para derrubar esse princípio começava. Teve início uma briga com o Rotary Internacional, pois o clube havia aceitado no dia 17 de maio de 1988 uma mulher como associada e tal fato não estava oficialmente autorizado. O Rotary Club de Caçapava foi ameaçado de fechamento e teve que contratar um advogado. A briga continuou e, em 1989, na Convenção do Rotary Internacional, ficou liberada a entrada de mulheres no clube. Emma Hildinger foi a primeira rotariana do Brasil e da América Latina. Seu lema era: “A cabeça estando boa, as pernas se viram”. Era partidária da ideia de que em tarefas difíceis a mulher segue em frente e não desiste, já os homens, geralmente, encerram a missão com um “isso não é possível”. Emma faleceu neste ano com 98 anos e seu nome batizou um clube satélite formado por 14 mulheres de várias cidades de Minas Gerais: o Rotary Club de Varginha. Ela é também sócia honorária de outros quatro clubes, recebeu o título de Companheira Paul Harris, a Comenda Paulo Viriato Côrrea da Costa e a Menção Presidencial Quatro Avenidas de Serviços por Realizações Individuais. Nos eventos, ela detestava fogos de artifício, pois lembrava o seu período de criança, durante a II Guerra mundial, na Alemanha, onde bombas caiam e ela corria para se abrigar. Dos 15 aos 21 anos, ela perdeu muitos parentes e amigos. Afirmou que naquela época só pensava em sobreviver. Veio sozinha para o Brasil em 1950, sem conhecer uma única palavra em português. Tornou-se uma apaixonada pelo Brasil e aqui viveu até o dia de sua morte. Disse ela: “onde quer que eu vá, defendo e defenderei o Brasil”. Emma Hildinger (1923-2021) - E porque existe gente assim, é que existem vencedoras.


PÍLULAS

  • Alguns indagaram “Andresa Baldessar na Saúde?” “Mas ela nem da área da saúde é”. É advogada. E qual é o problema? Ela é secretária para administrar a pasta, não para clinicar e medicar. Observação de um companheiro da imprensa.

  • Uma grande companheira de trabalho da Acaresc/Epagri nos deu adeus. Dejanira Maria Dementovis, 74 anos, grande extensionista social, com atuação inicial na região de Chapecó e, posteriormente, por vários anos a ecônoma do Centro de Treinamento (CETRE). Ela sabia como ninguém tratar os agricultores com respeito, tarimba e humildade e nos proporcionou grandes ensinamentos na Empresa. Foi sepultada no chão sagrado de Tangará/SC, sua terra natal.

  • O padre na igreja, nas capelas e, agora, o Padre na Praça Anita. Padre Daniel com o seu programa “O Senhor está no comando” se unindo com o programa “Festa Sertaneja” com Rosana&Roszinei&Rozemar, dando o primeiro passo rumo às festividades da nossa padroeira.

  • E a “Barraca do Taliano” na Praça Anita não é mais deles. Agora está sob direção da Rosana e da Andréia. É a “Barraca das Talianas”. Se essa “barraca” já foi sucesso com “eles”, agora sucesso ampliado com “elas”.

  • Chegam a ser cômicas algumas perguntas sobre a previsão do tempo para o Ronaldo Coutinho. Vejamos dois recentes : “Coutinho, no dia 15, das 10 ao meio dia, em Garopaba vai ter sol fraco ou sol forte? Precisaria fazer umas fotos com pouca luz”. “Irei para o município de Gramado no dia 28 de novembro. Será que precisarei levar blusa ou posso ir de camiseta e bermuda?”

  • No dia da ascensão do Criciúma para a Série “B”, a ansiedade era tanta que Rafael Niero começou narrando Criciúma e Paysandu, depois Criciúma e Ituano e Criciúma e Botafogo da Paraíba. Narrou até um denominado “abalroamento traseiro”. Para o Criciúma finalmente fim da era de falta um gol, falta um ponto, depende de um empate do outro jogo. Entrou Renan Areias, mas desta vez não entrou areia na engrenagem do time tricolor. E oJanguinha afirmando um “quase que um biquinho da chuteira do jogador do Paysandu complica tudo” e concluindo com um comentário “supimpa” após o gol do Henan. “Foi um gol para diminuir as batidas cardíacas do torcedor tricolor. Tinha que acontecer tudo no Estádio Curuzu em Belém para se dizer Amém.

  • Quem esteve rezando missa na Igreja de Nossa Senhora da Saúde, em Rio Carvão, foi o padre Carlos Possamai Della. Começou sua homilia com um “Glória a Deus na Imensidão” e, em seu sermão, comentou que, no Antigo Testamento, os judeus precisavam observar 613 leis religiosas. No Novo Testamento, apenas dez, “Os 10 mandamentos” e, assim, mesmo difíceis de cumprir. Os mandamentos representam um edifício de dez andares, cujo alicerce é o “Amar a Deus sobre todas as coisas e aos irmãos”. Disse ele: pela manha, uma oração para não errarmos durante o dia e, à noite, a oração do exame de consciência. E que alcancemos a misericórdia do Senhor nesses dias de turbulência em todos os sentidos.

  • Estou orgulhoso dos meus companheiros de Extensão Rural na Epagri com as ações e a montagem do estande registrando os 35 anos da ACARESC e 30 anos da Epagri. O público pode constatar o valoroso trabalho dos extensionistas na organização das associações de produtores com produtos coloniais de primeira linha. O evento foi comemorado com espumante Goethe do rótulo “DP- Du Porão&Du Paiol”, produção caseira do engenheiro agrônomo Fernando Damian Preve Filho. Glauco Olinger, fundador da ACARESC, que completou 99 anos neste ano, deve estar totalmente realizado e satisfeito com seus herdeiros, começando pela Edilene Steinwandter, presidente da Epagri. No estande da ProGoethe, Henry, Estevam e Beatriz colocando os espumantes e o chope de vinho na rota dos visitantes da feira.


ATTENTI RAGAZZI


Lidar com críticas nem sempre é fácil e o que dizer então de se lidar com os elogios, sejam eles verdadeiros ou falsos. É preciso muito equilíbrio. É preciso muito cuidado para não deixar o “elogio” e o sucesso “subir à cabeça”. A própria Bíblia nos adverte sobre as perigosas armadilhas do ego, do super ego exacerbado, com a prepotência e soberba.