SÉRGIO COSTA

Delegado X Juíza em Orleans

Por decisão da juíza da 23ª zona eleitoral em Orleans - Raquel Bressam Garcia Mateus, o candidato a prefeito do PSD da mencionada cidade - Delegado Ulisses Gabriel, foi obrigado a retirar de seu Instagram vídeo que ofendia o prefeito Jorge Koch, candidato à reeleição pelo MDB.

Segundo a notícia-crime ajuizada por Koch, o Delegado Ulisses o comparou ao maior genocida da humanidade - Hitler, dando traços da ditadura nazista à gestão municipal orleanense.

“ No caso concreto, existem fortes indícios de que as propagandas denunciadas violaram a legislação eleitoral, visto que ao fazer uso de um dos maiores genocídios da história mundial - nazismo - para denegrir concorrente político, os responsáveis praticaram grave ofensa contra o representante” afirmou a Juíza em sua decisão.

Além do Delegado Ulisses, que teve que tirar o vídeo de seu Instagram; Gelson Jesus Oliveira, Maicon Costa e Veroni Pinguim - administradores do “denominado Notícias de Orleans e Região” também tiveram que dar delete em tudo sobre esse assunto. O fato ficou feio!

Posteriormente à decisão da juíza, delegado Ulisses fez manifesto dizendo que não houve comparação com o nazismo e deu a entender que nem o vídeo do Hitler mostrando a revolta do genocida em seus momentos finais de governo, teria algo a ver com o prefeito.

Parece que, agora, será uma batalha entre a Juíza que entendeu haver motivos para tirar os vídeos do ar e o Delegado candidato que afirma não haver feito o alegado.


Nazismo falado na Capital


E parece que a semana foi de “holocausto” para quem quer chegar ou já está no poder.

Na capital catarinense, a governadora interina Daniela Reinehr teve que emitir uma nota oficial dizendo que era contrária ao nazismo.

Isso porque um jornalista perguntou à governadora durante uma entrevista, se ela concordava com o seu pai Altair, um professor do oeste catarinense conhecido por suas ideias antissemitas. A coisa tá pegando geral!


Mais um

Enquanto a governadora em exercíco se explica pelas ideias de seu pai, o governador Moisés saberá no próximo 12 de novembro se enfrentará mais um processo de impeachment. A desembargadora Rosane Portella Wolff foi sorteada para ser a relatora do Tribunal Especial de Julgamento terá até o dia 12/11 para entregar o parecer, no qual recomendará o acatamento ou o arquivamento da denúncia contra Moisés. De acordo com o juiz auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça de Santa Catarina Cláudio Eduardo Regis de Figueiredo e Silva, a expectativa é que a votação desse parecer ocorra na segunda quinzena de novembro.


a mídia nacional

Santa Catarina ocupou grande espaço na mídia nacional essa semana. O primeiro caso foi o da jornalista agredida por banhista no Campeche quando fazia uma reportagem sobre o descumprimento do decreto de não permanecer na praia em virtude da Covid-19.

Outro foi o julgamento de Mari Ferrer, que alega ter sido estuprada por empresário que foi absolvido. Decisão do juiz repercutiu no STF com ministro Gilmar Mendes e será investigada após o Conselho Nacional de Justiça, a Ordem dos Advogados do Brasil e o Tribunal de Justiça de Santa Catarina terem aberto processos administrativos para investigar a conduta de um advogado e do juiz responsáveis.

O caso, que aconteceu em 2018, voltou à tona nesta terça-feira depois da revelação de trechos do julgamento pelo site Intercept Brasil.


Transporte marítimo

As três pontes que ligam a capital catarinense ao restante do estado ganharão aliados para agilizar o tráfego.

Isso porque a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) firmou um Termo de Cooperação Técnica com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para realizar a análise prévia da viabilidade econômica, ambiental e técnica dos estudos existentes para implantação do transporte marítimo na Grande Florianópolis.

Em princípio, as cinco rotas que estão em análise são as travessias entre Tijuquinhas e Canasvieiras; Biguaçu e Santo Antônio de Lisboa; São José (Barreiros) à região central de Florianópolis (Centrosul); Beira Mar de São José e Beira Mar Norte; e Palhoça (Pontal) e Tapera. Entre os pontos avaliados para a definição das rotas estão a acessibilidade viária e de passageiros; unidades de conservação; zoneamento de uso e ocupação, topografia do terreno, desapropriações do lote; componente sazonalidade e aptidão multimodal.


Reclamando

O que não falta é reclamação quando o assunto é a modernidade que dizem ter sido implantada na agência do Banco Bradesco em Urussanga.

Na Benedetta tudo ficou tão moderno que não se consegue depositar cheque no caixa eletrônico da agência do Bradesco. “Pra se acabá!”


Levando pau

Deputado Jessé Lopes, que faz postagem incentivando a população a sair de casa e não usar máscara, está levando pau de tudo quanto é lado. O problema é que o estado catarinense está enfrentando um grande aumento do número de casos de Covid, com algumas regiões já preocupadas com a falta de leitos de UTI e as autoridades na área de saúde não estão gostando do comportamento do referido deputado.

Jessé já foi representado inúmeras vezes à Comissão de Ética da Assembleia Legislativa. A lista inclui ‘suspeita de discurso homofóbico e transfóbico’, invasão da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e afirmação de que assédio ‘massageia o ego’ das mulheres, entre outras pérolas deste criciumense eleito na onda bolsonarista.


Apoio

Notícia da semana que circula nos bastidores políticos de Urussanga dão conta de que velha e forte liderança do PP da Benedetta, que até o momento estava de braços cruzados, resolveu apoiar o projeto de reeleição do prefeito Gustavo Cancellier.

Se isso mudará os números, não se sabe. Mas que trouxe alegria aos PPistas locais, isso é fato constatado.


E ele se foi


Essa semana muitos urussanguenses ficaram tristes, ao saber do falecimento de Alcides Luiz Soares , de 72 anos, em Urussanga.

Mais conhecido por Urubu, apelido que ele considerava carinhoso e lhe deu fama como líder da Charanga do Morro da Glória, esse urussanguense era daquelas pessoas simples que cativavam com seu sorriso e conquistava amigos pelo respeito que tinha com todos.

Trabalhou na Cantina Cadorin com seu amigo Tajiba, e sempre brincava dizendo que “de uva também se faz vinho”, numa alusão a uma história contada pelo proprietário da vinícola-Orlando Cadorin.

Funcionário público na administração municipal, Urubu foi um dos garis que, por muitos anos, trabalhou no caminhão de coleta do lixo para manter a cidade limpa.

Ao Alcides, os votos de que Deus o receba em seu Reino , aos familiares, as nossas condolências.