top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Representantes do Hospital falam sobre os trabalhos da instituição no Legislativo


Antônio Roberto Dutra, presidente do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), e Andreia Miranda administradora da entidade, participaram da reunião ordinária de terça-feira (4) e falaram dos investimentos e projetos futuros da instituição. O convite para a participação foi feito pelo vereador Gilson Casagrande (PP).

A administradora da instituição, Andreia Miranda, apresentou uma relação de reparos e obras realizadas entre os anos de 2019 e 2022. No período foram feitas reformas na sala de pronto socorro, na clínica de internação médica e cirúrgica, na recepção central e houve a ampliação no número de consultórios.

Andreia informou que foi ampliado o quadro de médicos de sete para 40 e disponibilizado profissionais de sobreaviso nas áreas de anestesia, cirurgia geral, ortopedia e pronto socorro. A entidade montou ainda, uma sala de gesso, climatizou quartos que atendem o SUS, reformou a lavanderia e fez a troca do piso da farmácia, além de iniciar a construção da ala de saúde mental.

“Sempre se ouve aquela história de que o hospital é um saco sem fundo e realmente o hospital exige uma manutenção preventiva constante e isso custa muito caro, temos uma empresa de Porto Alegre que faz a manutenção preventiva mensalmente de todos os equipamentos”, afirmou Andreia.

Entre os projetos nos planos da instituição estão a reforma do pronto atendimento, a ampliação do prédio do setor de saúde mental, a reforma do almoxarifado e necrotério e a construção de um prédio para UTI e um novo centro cirúrgico.

Em relação a abertura da maternidade, a administradora do hospital informou que o projeto foi parado porque precisa de uma reestruturação física e do quadro de funcionários. “Para atender as exigências que temos hoje, precisaríamos de cem partos mensais e para custear a manutenção da estrutura necessária e a realização das reformas teríamos que contar com um grande apoio do Município ou do Estado’’, explicou.

Comments


bottom of page