top of page

RANGEL QUAGLIOTO

Compre em Urussanga

Lançada a campanha Compre em Urussang,a que tem a assinatura do CDL e CDL Jovem.

A ação procurar a aumentar e incentivar a compra no comércio local.


Compre a camiseta

Para participar, o lojista deverá comprar a camiseta da campanha e adquirir o material da mesma. Todo Sábado + o comércio poderá utilizar a camiseta e, através de sorteios em seus estabelecimentos, acredita-se que serão alavancadas as vendas e movimentada a economia do setor.


O objetivo

Segundo o presidente do CDL Jovem- Leonardo Felippe,o objetivo é que o comerciante vista literalmente a camisa da CDL. Outras ações, entre eleas um curso para balconistas, está sendo projetado para um melhor atendimento em nosso comércio local.


Reunião

Aconteceu nesta quinta-feira uma reunião em Criciúma em que, na mesa redonda, estavam Vanderlei Marcirio (Deco), Marcos Roberto Silveira (PSDB) e o vereador tucano Fabiano De Bona com a deputada federal Geovânia de Sá. O assunto entre recursos e projetos, é o retorno efetivo de Deco para o PSDB presidindo o partido.


Pensativo

Vanderlei Marcirio, que está como presidente do Samae, principal cargo de confiança da atual gestão do município de Urussanga, estava com o foco total na autarquia e nos projetos que serão implantados…


… Mas

Com o aval do ex-candidato ao executivo na última eleição, Marcos Robertor Silveira (Marquinhos), a conversa com a forte liderança da deputada federal Geovania de Sá coloca o PSDB na rota de Deco e, claro, na rota da atual gestão. Levando em consideração que é um apoio significativo à Deputada Estadual nas próximas eleições. Lembrando que a deputada é a que mais mandou recursos na última administração para a cidade de Urussanga.


Avalizado

Nos bastidores, comenta-se que, inclusive, o prefeito de Urussanga- Gustavo Cancellier, estaria empolgado e motivado com a ideia de Deco assumir a presidência dos tucanos urussanguenses. Isso colocaria novamente o partido na base do governo, e com possibilidade grandes de pensamentos e grandiosos projetos para 2024.


Repercutiu

Projeto de lei do vereador Thiago Mutini (PP), colocando os serviços de atividades físicas e sua prática como essenciais, caiu na graça da região Sul catarinense. Este projeto, que se iniciou juntamente com a pasta de esportes da cidade de Criciúma, já tem várias cidades buscando o modelo e implantando em seus municípios.


Cade?

Uma pena que o mesmo sucesso que obteve o projeto do feminicídio pela imprensa local não tenha repercutido para este da essenciabilidade das atividades e práticas fisicas. Dois projetos interessantes e que evidenciam a importância regional que nossos vereadores estão causando. Pelo menos, foi o que se sentiu essa semana.


Paternidade

Essa semana em suas redes sociais, Luiz Henrique Martins (Cuíca) comentou sobre o projeto que o atual vereador Zé Biz estaria colocando em votação, Vereador Mirim.

Cuíca em 2008, ainda como vereador, colocava em prática o projeto de sua autoria, Vereador Júnior. O ex vice-prefeito mostrou seu DNA e a paternidade de sua cria.


No teor da teoria

O projeto de lei de 2008, que ainda está em vigor nos dias atuais, comparado ao que está sendo apresentado em 2021 pelo vereador Progressista, muda pouquissima coisa. E claro, mudaria apenas o endereço e o remetente, pois se na teoria existe algumas mudanças, na prática a logística é praticamente a mesma.


Tiro no pé

Em um passado não tão distante, declarações fortissimas na tribuna da Câmara municipal, o vereador Luan Varnier (MDB) foi acusado de copiar projetos já existentes. Inclusive, o jovem vereador foi atacado nas redes sociais com videos e declarações. Agora, o vento sopra na direção contrária e os mesmos vereadores que acusaram Luan desta ação serão colocados à prova na teoria do “faça o que falo, mas não faça o que faço”.

Tres alternativas são aguardadas:

1) Caso o projeto seja aprovado, a linha tênue que separa a hipocrisia e o queimar de línguas será ultrapassada e todo o evento de ataque ao vereador MDBista cai por terra e sepulta todas as críticas e atos contra aquele edil.

2) Caso o projeto não seja aprovado, um desgaste interno estará sendo alimentado. E quase que na obrigação colocar em prática o projeto engavetado e que está em vigor do ex-vereador Luiz Henrique Martins.

3) A retirada da pauta para uma análise serena e profunda colocando em modo de espera para um possível esquecimento com o passar do tempo, também pode estar sendo desenhado devido ao não diálogo interno da atual situação. Vamos aguardar!

Sem sintonia

Fica claro e evidente que, desde a votação da polêmica sobre a aprovação ou não da retirada do projeto sobre feminicidio para análise, que tinha como autor o vereador Luan Varnier (MDB), e agora chegando a essa encruzilhada do Vereador Júnior ou Mirim, coloca a situação em um questionamento claro: não está havendo um consenso. Isso coloca em risco muitas coisas, principalmente quando projetos de grande porte vierem à Câmara Municipal de Urussanga. E sim, coloca em risco a sobriedade dos laços da situação, inclusive com o Executivo, que aliás já sinalizou não estar satisfeito com esse tipo de atitude isolada e sem consultar as bases.


Declinou l

Cogitado para assumir a Secretaria de Agricultura, Gilson Casagrande não aceitou o convite e prefere continuar em stand-bye por enquanto. O nome que ventila nas principais reuniões é o de Jorge Lavina.


Declinou ll

Outra desistência foi do ex-candidato a vereador pelo PSD, Kuki Savi Mondo para comandar e coordenar o Conselho Municipal do Bem-Estar Animal (Combea). Em declaração, Kuki estaria para retomar suas atividades na área de entreterimento e alega que não teria tempo para se dedicar ao máximo nesta causa nobre.


De volta ao páreo

Quem volta a ter o nome bem cogitado para assumir tal função e com aval de pessoas ligadas ao bem estar dos animais do municipio, é o de Pedro Célio. Mas, agora, é aguardar a reavalização deste e de outros nomes.


Parabéns

Decisão do empresário do ramo de entretenimento, Kuki Savi Mondo foi totalmente positiva e que deveria servir de motivação e exemplo para quem assume cargos públicos e não tem o foco total no que irá comandar.

E estico um pouco mais a linha, até mesmo àqueles que visivelmente não tem capacidade de gerir tais ocupações e assumem funções meramente por questões financeiras ou até mesmo buscando posições para ações políticas futuras.

Gostei da atitude e que seja contagiosa e contagiante, para algumas outras decisões, já tomadas ou não.


Cafezinho

Quem esteve em Urussanga visitando seus vereadores e lideranças foi o vice presidente nacional do MDB, Carlos Chiodini.

Entre os assuntos deliberados reinvidicações para investimentos na cidade de Urussanga.


bottom of page