top of page

RANGEL QUAGLIOTO

Assim eu penso…


Não é de hoje e principalmente da atualidade que política e imprensa estão sempre em rota de colisão.

Este assunto se arrasta por décadas, muitas décadas.

A tal liberdade de expressar vem causando um certo alvoroço dentro dos setores, pois os questionamentos de como essa tal liberdade é colocada gera desconforto, algumas vezes com certa razão e, em outras, nem tanto.

O jornalismo anda sob ovos quando o assunto é gestão pública, pois a forma ou condução de alguns assuntos desagradam ambos os lados.

Mas uma coisa é certa: a impressa serve para informar e dar voz a quem não tem.

Porém, antes de todo o grito é necessário uma reflexão e ação profissional de como ecoar tal.

A linha tênue que divide a indignação de algo pendente, faltante e em forma de cobrança que parte da população, precisa passar por diversos filtros que vão da intenção, que se divide por diversos interesses, até mesmo a reação que isso pode causar.

A checagem não somente da informação, mas da verdadeira situação da expressão de tal, gera uma boa peneirada naquilo que será apresentado.

O saculejo do travesseiro de penas vai ter a proporção de alcance conforme a potência do ventilador e, claro, e alguns meios são como um furacão para que as penas cheguem muito longe e tornando quase impossivel o ajuntar das mesmas.

Quem tem razão e quem tem emoção?

Quem ouve a informação e quem escuta a informação? Tudo é questionável quando o entendimento já tem um direcionamento de opinião pré definido.

Não foi a primeira vez que acompanhamos esse impasse de pessoas que representam importantes instituições.

De socos na mesa à mensagens ameaçadoras, tentativas de boicotes e cortes, pedidos de demissões, busca pela crítica para angariamento de favores remunerados.

Sim, os meios estão corrompidos e, talvez, por isso a liberdade de expressão tenha na atualidade mais de liberdade de impressão ou de extração.

Categoricamente opinando, tais situações são uma mescla de categoria, tato e um pouco de olfato.

Mas, enfim, a jornada sempre será de concordâncias ou discordâncias.

Existem diversos egos e o setor público da política e o privado da comunicação continuam liderando o ranking de divisão de águas entre o que é certo e o que eu penso que está certo.

A vida segue, o jogo segue e como diria o poeta contemporâneo: “O que é que eu vou fazer com essa tal liberdade?”


Vai assumir

Edson Savi Mondo (Kuki) terá uma dura missão de comandar o Conselho Municipal do Bem Estar dos Animais (Combea).

Sua posse está marcada para a próxima semana e a resolução dos problemas de muitos animais em nossa cidade será destinada ao ex-empresário do ramo de entretenimento.


Chamados

Novos funcionários oriundos do último concurso público estão sendo chamados para ingressar no quadro de funcionários da Prefeitura Municipal de Urussanga.


Tudo bem

Presidente da Rádio Fundação Marconi esteve reunido com o prefeito Gustavo Cancellier falando sobre a troca de farpas entre o radialista Edi Carlos e o mesmo. Tudo está celado com a paz e a harmonia.


Trecho da morte

E o trecho que liga Urussanga/Orleans, mais precisamente que faz parte do Rio Maior, continua sendo um matadouro. Alta velocidade, sem acostamento e sem uma preocupação dos governantes em dar mais segurança para aquela rodovia, continua matando todos os anos mais e mais pessoas.

Desligou

A ex candidata do PSDB, Bruna Salvador, que na última eleição fez 272 votos, desligou-se do partido tucano. Segundo informações, a mesma já não concordava com algumas situações. Bruna segue o caminho do ex-candidato a vice prefeito, Rafael Sandrini.


Encaminhado

Leonardo Felippe está caminhando a passos largos para ser um candidato forte a assumir a presidência da CDL. Hoje, o jovem ocupa o cargo de presidente do CDL Jovem. Uma possível chapa pode começar a ser formada.


Não, obrigado!

Sergio Costa foi acionado essa semana para coordenar uma campanha forte de um produto peculiar na TV estatal da China. Devido ao desinteresse histórico do referido setor, o mesmo agradeceu o convite, recuou e voltou sua atenção para a produção de copa, queijo e salame.


Continua

O atual presidente do Hospital Nossa Senhora da Conceição, Jose´Roberto Dutra está confirmado para comandar a continuidade da Chapa que já administra tal instituição. A possível constituição de uma nova chapa já foi descartada no melhor estilo, “time que está ganhando não se mexe”.

As eleições acontecem dia 19 de abril.

bottom of page