top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

RANGEL QUAGLIOTO

Assim eu penso


Volta à tona o assunto ser essencial ou não para se manter aberto. Chegamos ao ponto de determinar a essenciabilidade de um negócio, para a garantia de um não colapso da saúde pública devido a imoralidade e hipocrisia de TODAS as autoridades em agir na hora certa.

Quem são os orgãos públicos para dizer aquilo que é essencial ou não?

A essenciabilidade não é apenas acarretada nas necessidades do consumidor e, sim, na viabilidade econômica, empresarial e psicológica de proprietários destes estabelecimentos que ficam à mercê e da incerteza do dia de amanhã.

Estão levando em conta que para a utilização dos tais “serviços essenciais” estas pessoas, empregadas ou empregadores, dependem que seus estabelecimentos estejam com suas portas abertas para que as condições de usufruirem dos tais “essenciais” no dia a dia.

Todos, ou pelo menos quase todos, estabelecimentos estão atendendo aos pré requisitos, dos mais sensatos aos mais absurdos determinados por repartições que estão mergulhados em uma lama de desconhecimento ou pelo menos determinações hipócritas.

O que eu considero não essencial é ter que ver um judiciário jorrando regalias e “defecando” em cima da Constituição, criando regrinhas a toque de caixa para atender birrinhas ou mimimi’s que atinjam seus egos.

O que eu acho desnecessário é a PEC que protege nossos tão “sofridos” senadores e deputados, dando a eles totais condições de aplicarem delitos e não serem tocados pelas leis dos homens.

O que eu acho incoveniente são brigas politicas clara, nítidas em uma corrida de cão e gato pensando apenas em uma única e exclusiva coisa: as eleições Estaduais e Federais.

Então, claramente e afirmativamente, o desnecessário não está nos serviços desta classe empresarial, que ficam sempre á deriva em um mar de impostos e reações, sendo que as ações são controladas, destinadas e, pior de tudo, criadas na calada da noite, que é como os demônios gostam de agir trazendo aquilo no qual deveriamos ter: segurança e confiança!

E o desnecessário, eu estendo, até a conduta do povo brasileiro que acompanha tudo isso debruçado em seus teclados e smartphones, sendo os advogados de balcão de bar e não agem como pessoas corajosas, determinadas e concientes.

Então, meu amigo, além de estarmos sem bússola neste maremoto de descaso, hipocrisia e sem proteção na defecação política/judiciária em nossas cabeças, somos verdadeiros cordeirinhos domados por lobos que nos ensinaram a nos contentar com tão pouco que, qualquer sobra, nos tornam a famosa mulher de malandro, apanha, apanha e apanha e qualquer rosa colhida ou roubada em um vaso de cemitério nos faz morrer de amores novamente.

Meu Deus, perdoe nossa covardia e ignorância e, se a voz do povo é a voz de Deus, por favor, aperta o modo mudo porque acredito piamente que os ouvidos não servem como pinico.

Mas como afirmar tal frase, sendo que a voz que crucificou Cristo foi a do povo. Não, a voz do povo não é a voz de Deus, é a voz da covardia e do comodismo.


Aplausos

Quem foi citado em Moção de Congratulação, com indicação do deputado estadual João Amim, foi o Diretor Administrativo da Secretaria de Infraestrutura Felipe Cataneo pelos excelentes serviços prestados no âmbito social e estrutural de nossa cidade.


Museu

Uma possível aquisição da antiga Vinícola Cadorin, na famosa rua da igreja, está sendo estudada para ser adquirida pelo poder público. O objetivo será um Museu do Vinho. Além de dar vida e utilidade às ruínas daquele espaço, mais um passo para a revitalização do interesse turístico de nossa cidade.


Cancelar ou não cancelar?

Uma fonte ligada aos grandes eventos nacionais do Sul do Estado, praticamente dá como certa a não realização de grandes eventos e, consequentemente, shows nacionais da região Sul. E consequentemente dá-se como certa a não realização de mais um ano de Festa do Vinho. Tudo isso, sempre, devido a pandemia que parece que irá se estender por mais este 2021.


Ação...

CDL Jovem, presidido por Leonardo Felippe, trabalha em mais uma ação para movimentar o comércio local, que vem em um caminhar pela corda bamba sem igual. Compre em Urussanga é o nome da campanha motivando a todos a utilizar nosso comércio em geral e, assim, fomentar a economia.


Reação...

Ainda sobre o CDL Jovem, a instituição lançou uma nota oficial encaminhada a todos os órgãos de imprensa contra um possível fechamento do comércio em geral (aqueles que não são considerados essenciais). Pedindo mais rigorosidade na fiscalização, porém não fechando as portas de empresários e comerciantes.


Projeção sólida

Em conversa com a Diretora de Esportes, Izolete Vieira, tive o prazer de apresentar o primeiro projeto do Gemellaggio Esportivo. Projeto que visa colocar este pacto no patamar de algo realmente palpável para toda a sociedade e de forma geral. Em breve, mais informações.


Estruturação

Comissão que está sendo formada e capitaneada pelo presidente do legislativo de Morro da Fumaça, Luciano Formentin, e que tem como representante de Urussanga o vereador Daniel Moraes (PSD) e que terá também uma representação de Cocal do Sul começara a elaboração da tão sonhada revitalização total do trecho que liga Urussanga a BR 101. Estamos falando da esfacelada Rodovia Genésio Mazon.


Comentários


bottom of page