RANGEL QUAGLIOTO

Assim penso


A imprensa é um órgão competente que tem a única e exclusiva função de relatar fatos. Qualquer outra forma de expressão é a liberdade que estes mesmos órgãos de comunicação dão a seus colunistas para expressar opiniões e relatar bastidores dentro da especulação que a política permite. Nos últimos tempos, a cobrança dos apaixonados ou devotos de siglas vem de encontro com um posicionamento que os mesmos forçam para que os meios de comunicação tenham quanto a decisões que, muitas vezes, não foram nem tomados pelos órgãos competentes da justiça. Cada macaco no seu galho. Essa expressão simplifica o que cada setor está competente a fazer e atuar. O papel da imprensa ainda livre é de apenas relatar fatos existentes e através dos colunistas e editoriais passar um ponto de vista de cada meio ou órgão da comunicação. E neste período eleitoral, a leitura sempre vem acompanhada de emoção, paixão, apetite quase que sexual por uma sigla, um nome e que, muitas vezes, deixa vazar ou escorrer por esgoto ou goela abaixo a única e exclusiva forma de leitura, a desprovida de sentimentos partidários. Sei que fazer jornalismo nos tempos atuais não está fácil, muito por culpa de ações e reações do próprio meio. Prostituição do setor que vive dependente de recursos ou cursos de valores para a manutenção de suas redações e também pela incoerência e prepotência de alguns seres que ainda acreditam estar acima do bem e do mal.

Enfim, até as eleições e principalmente após dela, a imprensa será taxada e colocada no topo da lista de motivos por algumas derrotas, a história municipal já cometeu essa prática. Nós, que fazemos parte do jogo, o elo entre a realidade e a ilusão, a ponte entre o que é razão e o que é emoção será através de nossas colunas, microfones e câmeras. Bom ou ruim? Bem ou mal? Certo ou errado? Enfim, não será a opinião popular o divisor de águas e o que colocará um ponto final se você é um bom profissional da comunicação ou um bom político. Se fala a verdade ou se escreve mentira. Se estiver desprovido ou provido de bom senso e verdade. E sim, a sua auto-avaliação, pois essa você não conseguirá esconder de você mesmo e nem mentir para si mesmo. Então, como falo todas as semanas, uma excelente leitura com muita razão e pouca emoção.


Tenho dito l


“Assim, não pode permitir ter seu nome maculado indevidamente pelo vereador (José Biz), e nem permitir que seus consumidores sejam levados a erro por alegações desprovidas de verdade, visando apenas beneficio pessoal dele.” Diretor Geral da Eflul, Rogerio Nichele Rocha em uma parte da nota de repúdio e esclarecimento.

Carta de Repudio

Carta de repúdio lançada pela empresa que fornece energia elétrica para Urussanga, direcionada ao vereador Zé Biz e prefeito Gustavo Cancellier será o tema das rodas de conversa do final de semana. Inclusive colocando em “cheque” a ação, principalmente do vereador Biz, que é o interlocutor mais visado do assunto na cidade.


Visitas de peso


Em apoio à coligação, As pessoas em primeiro lugar, o comitê do MDB recebeu a visita do peso do partido no Estado. Celso Maldaner (Presidente Estadual do MDB e Deputado Federal), Dário Berger (Senador), Edinho Bez e Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro (Deputado Estadual).


Debate


Um debate um pouco mais acalorado, visível e palpável. Assim o resumo do evento realizado pela RTV de Criciúma que levou os candidatos a se reencontrarem para uma análise popular municipal urussanguense.


Pós-debate


Logo após o debate, a emissora lançou uma pesquisa que caiu no aspecto negativo por todos os partidos na cidade. Discordância de números foi unânime e o questionamento da empresa realizadora de tal pesquisa também foi visível nas redes sociais e avalizados, tais questionamentos, pelas siglas participantes da corrida eleitoral.


Live Solidária


Mais uma live solidária em prol da menina Laurinha, que sofre de Atrofia Espinhal Muscular (AME) será realizada neste sábado na cidade. Será um leilão que contará com diversos produtos e junto a isso, precisará da sensibilidade para a luta da arrecadação do montante de R$ 12 milhões para a aquisição do medicamento que poderá salvar a vida da menina.


William Arão


Neste leilão beneficente, muitos produtos estarão disponíveis e além de todos estes o jogador da equipe do Flamengo, William Arão, doou uma camisa utilizada no jogo contra o Bahia em que a equipe, Rubro Negra, venceu. A live será às 17 horas de sábado no Instagram da Digital Influencer, Luana Talamini.


Caiu bem


A proposta do PSDB em transformar em lei o cumprimento do plano de governo das coligações vem caindo muito bem no meio popular. Colocando o vencedor na obrigação de pelo menos, cumprir com o que prometeu em campanha.


Tenho dito ll


“Aposto com o prefeito, Gustavo Cancellier, qualquer imóvel do mesmo valor que ele possua que após a apuração do Ministério Publico Federal (MPF) sobre o trator do bairro da Estação (500 horas) e do Rio América Baixo (favorecimento de empresa particular com dinheiro público). E quem estiver mentindo, perde a aposta. Para legitimar ainda mais, reconhecemos firma em cartório. Com testemunhas e com elaboração jurídica.” Vereador do MDB, Elson Roberto Ramos, Beto Cabeludo sobre as denúncias ao MPF.