RANGEL QUAGLIOTO

Assim penso...


E na última terça feira o palco de algo polêmico estava sendo montado na Câmara legislativa de Urussanga.

Sem sombra de dúvida, o cenário era algo para que houvesse repercussão e assim foi feito.

A declaração do vereador do MDB, Beto Cabeludo, viria como uma cartada, aquele coringa que tanto se esperava para um embate eleitoral e a expectativa da repercussão negativa para o projeto político da reeleição de Gustavo Cancellier.

As redes sociais e a imprensa já tinham seu café da manhã na quarta-feira e assim consumiu.

Declarações fortes, adjetivações pesadas e direcionadas a todos os envolvidos ao projeto do empréstimo Finisa. A convicção vista através dos socos na mesa e a palavra “ladrões”, acompanhada como a frase “estão roubando”, foram os pontos altos da declaração.

O Ministério Público Federal foi acionado com o protocolo da denúncia do vereador.

A imprensa repercutiu tal situação e o prefeito Gustavo Cancellier buscou cautela na resposta que virá por completo, assim parece, nos próximos dias.

Que o assunto não vai morrer tão cedo, isso é sabido!

Que muito “pano para manga” ainda teremos, com certeza!

Que nomes, situações e ataques ainda pesados serão vistos, ouvidos e lidos até do dia 15 de novembro.

Mas que o coringa da oposição está colocado na mesa, a rodada ainda não terminou.

Quem vai levar essa “mão”?

Essa é a pergunta que não quer calar, meu caro leitor e eleitor. Mas que essa rodada ainda vai longe... Pode ter certeza. Então se prepare para os próximos dias, horas ou minutos, que serão tão barulhentos ou turbulentos e podem causar estragos ainda maiores.


Gostei


Recebi de um candidato a vereador seu santinho acompanhado de um documento que mostrava suas propostas. Até aí, tudo bem. O diferencial deste documento é que ele estava com registro no cartório. Achei interessante o compromisso em garantir que serão efetuadas tais ações alí apresentadas.


CDL in Live


Ontem tivemos uma live do CDL em que contou com a presença dos candidatos Marcos Silveira e Rafael Sandrini (PSDB) e da candidata Stela Talamini e do coordenador de campanha do partido MDB, Renato Bez Fontana. Assuntos relacionados aos anseios dos partidos, as atividades que vão desde o comércio local até a extensão do turismo foram expostos.

O que chamou a atenção foi a não participação dos candidatos coligados, Gustavo Cancellier (Progressistas) e Jair Nandi (PSD).


Resposta in live


Segundo informações repassadas pela assessoria que cuida da agenda de compromissos dos candidatos Gustavo e Nandi, a live com os candidatos da coligação, estava agendada para às 17 horas e constava dentro dos compromissos dos candidatos. Porém, por volta das 12 horas a secretaria da entidade entrou em contato transferindo a participação para às 15 horas. Sendo assim, tornando inviável a participação dos mesmos, pela agenda a ser cumprida.

Já a direção da CDL informa, em nota oficial, o seguinte: “ da nossa parte, temos a prova das conversas nos telefones que foram passados a todos os participantes por igual. Que eles iriam fazer uma live de apresentação especial para o plano de governo deles e que não iriam fazer ontem porque senão estragaria “o lançamento”.”

Ainda segundo a CDL, não há nada agendado para outra live, a qual só acontecerá a pedido dos associados e com a presença de todos os candidatos.


Para se pensar!


A live foi interessante, mas fica a preocupação de uma melhor qualidade técnica para a exibição da mesma. Organização também para que possamos ouvir todos os candidatos e a questão de horário precisa ser revista, transferindo a mesma para o período noturno. Já que a transmissão, todos os associados e grande parte da comunidade, estão em horário de trabalho. Dando a possibilidade da visualização ao vivo que é muito interessante.


Tenho dito l


“A prática de mentiras na véspera da eleição não é novidade. Lá (Portal da Transparência) estão todas as notas fiscais pagas e todos os empenhos realizados, com especificação de obra por obra, e não existe nenhum tipo de irregularidade, ou informação sonegada. Todas as falas do vereador não passam de inverdades. Em um momento, ele diz que não temos transparência e, no final, ele fala que retirou material do Portal de Transparência. Ele precisa se definir. Confesso que ficaria surpreso se o vereador de oposição à nossa Administração, reconhecesse que nosso trabalho está fazendo bem pra Urussanga. Aí poderia acreditar que algo estaria errado. Os nossos adversários só podem fazer isso: desviar o foco dos nossos resultados, porque se eles quiserem comparar vão ficar sem argumento. As pessoas da comunidade que acompanharam a obra, e não foram poucas, são testemunhas de que o vereador mente. Um deles, o empresário Arnaldo Mazieiro, lá da comunidade, já se prontificou, em áudios replicados em whtasapp, a desmentir o vereador. Essa prática antiga de má política, não é mais aceita pelas pessoas. E estamos confiantes de que a população enxerga e sabe definir quem são os que querem o bem de nosso município.” Em resposta, o prefeito de Urussanga, Gustavo Cancellier sobre as acusações do vereador, Elcio Roberto Ramos do MDB.


Caiu na rede


O vídeo de uma funcionária da educação em horário de folga, porém no estabelecimento público, fazendo uma brincadeira pedindo o voto vazou e foi combustível para as eleições. De imediato, a mesma foi advertida e o assunto resolvido.


Invasão


A propriedade da família da candidata Stela Talamini foi alvo de uma tentativa de invasão por quatro elementos ainda não identificados. Os mesmos atiraram e se evadiram do local. Segundo o Boletim de Ocorrência registrado pela família, existe uma temeridade por se tratar de um período eleitoral e de colocar em risco a vida dos familiares da mesma.


Em casa

Há uma expectativa para o numero de pessoas que não irá às urnas dia 15 de novembro para votar. Em momento ainda de pandemia, cria-se esse processo de ficar em casa e não colocar a saúde em risco. Vamos ver se irá se confirmar tal ação.