RANGEL QUAGLIOTO

Assim penso...


Nunca na história da humanidade a tecnologia aproximou, informou, conduziu, deu voz, ouvidos, visão e fez com que gritos de ordem, de desordem, de solução e dissolução de problemas ecoassem tanto.

Sim, um pequeno aparelho que nos colocou o mundo na palma da mão e com toda a força nos fez um favor imenso, colocar à mostra o perfil de cada ser que dela se utiliza.

Jamais vou me colocar no ciclo de opiniões dos que acham que a tecnologia é um mal necessário. Pelo contrário, mas muito pelo contrário!

A tecnologia foi o bem necessário que veio nos mostrar aquilo que muitas vezes ficava escondido no subconsciente, ou no sub-caráter de cada ser que se deita no bem ou no mal do uso deste artifício. Sim, separaram o joio do trigo, as redes nos fizeram estreitar amizades que de forma privada nos pergunta, nos questiona e conclui entre A e B os “achismos” opinativos antes de qualquer invasão de privacidade pública.

Também fizeram nos distanciar daquilo que achávamos que era verdadeiro, nessa tal amizade, e nos colocaram no trono da certeza que nem tudo que reluz é ouro. E me estendo nessa reflexão até a violação de quando expomos alguém, algo, seja ele de qualquer esfera para aliviar um pouco nossa revolta ou descontentamento apenas para acariciar um pouco nosso egoísmo ou tensão ou frustração.

Oras, sempre existirá instâncias a serem visitadas até o julgamento final ou exposição midiática. Do outro lado de uma câmera de celular, que muitas vezes parece mais uma mira e sempre acerca de um alvo para apresentar mais uma vitima à sociedade virtual, existe um ser. Ser que também é humano, que por muitas vezes tem família que por sinal também é humana e que sim, independente do cargo que ocupa, seja na categoria privada ou pública é jogado as hienas para ser esquartejada com palavras, atitudes e verdades que atendem apenas o particular do “assassino de reputações” que busca, nas “curtidas”, o combustível para atender sua demanda por incoerência mútua.

Creio, sou adepto a lei da atração, que está mais que comprovada e dentro de minha curta, porém experiente caminhada de um pouco mais de três décadas de vida, me fez entender, muitas vezes provando do que falo, que a vida sim, ela lhe cobra suas atitudes.

Não tem como pedir calma em um período aonde o consumo de negatividade chega a cada segundo pelos nossos meios. Não tem como usar as redes para protestar e apresentar o erro escondido a sete chaves, mas acredito que o discernimento, o pensar em todos os aspectos, ou ouvir mais, o processar e aplicar o refletir e depois disso tudo disseminar alguma posição está no patamar dos grandes seres humanos racionais.

Não é simples não! Vomitar uma frustração fica mais fácil que digerir com singelas mastigadas e identificar o paladar de cada pedaço das “quaisquer” coisas que insistem em chegar as nossas telas. Mas tenho certeza, que sempre a vida traz um final feliz... E esse final feliz depende do seu ponto de vista e da sua ação.

Às vezes a febre não é um mau sinal, e sim um processo de cura para uma vida mais saudável.


Iluminado

Prestes a completar 90 anos de história o Urussanga Futebol Clube dentro do processo de preparação das comemorações para o ano de 2021, ganha mais um parágrafo na história de sua vida. Estádio Lydio De Brida será iluminado e poderá receber jogos no período noturno. E não será qualquer iluminação. Com toda a tecnologia e economia de consumo e manutenção do Led, a Casa do UFC será referencia na região. Parceria entre a Prefeitura Municipal de Urussanga, Prefeito Gustavo Cancellier, Diretoria do UFC e seu presidente, Everaldo Martins e junto a Deputada Federal Geovania de Sá e o Vereador por intermédio do vereador Marcos Roberto Silveira. Ambos do PSDB.


Em pauta

Mesmo com a confirmação de Jair Nandi como pré-candidato do PSD ao executivo, tanto MDB quanto PP ainda insistem no nome de Rodrigo Fontanella em assumir uma posição para uma possível coligação. Rodrigo que hoje ocupa o cargo de Presidente do partido rendeu total apoio ao atual vereador Nandi e não tem interesse em concorrer às eleições deste ano.


Prazo esgotando

Alguns partidos que compõem a atual situação colocam um prazo final para que o PSD defina sua posição quanto à possível coligação. Alguns partidos que compõem essas tratativas de coligação com o Partido Progressista já não estão mais enxergando com bons olhos esse “banho Maria” do PSD. Segundo informações, o prazo seria até sexta-feira próxima.


Bons olhos

Quem vem gostando da idéia de uma ida com chapa pura e os números vêm agradando é o MDB com relação à aliança de dois nomes. Stela Maris Dagostin Talamini e Vani Cacciatore. Seria uma proposta inédita e vem atraindo o gosto dos “rosso/nero”.

Bem vista

Em uma pesquisa interna de potenciais vices para uma ida junto com o pré-candidato Gustavo Cancellier, o nome de Rosana Sebastião (PSD) ficou atrás de Marcos Roberto Silveira, Rodrigo Fontanella. Desbancando medalhões da política atual.


Mais uma pra conta

Mais uma área industrial saindo do forno em Cocal do Sul. Será a quarta área para a cidade vizinha que vem despontando como potencial industrial.


Burocracia

Já em Urussanga a aquisição feita há mais de uma década ainda persiste na organização burocrática. Depois de quase 12 anos a coisa vai começar a andar. Precisaram praticamente quatro anos para a atual gestão regularizar toda a documentação. Espera-se que em setembro a primeira empresa comece a instalar o primeiro pavilhão.


Preocupante

O número de terrenos inoperantes na cidade, inclusive um grande numero da zona central, vem causando um prejuízo a economia. Muitos proprietários deixam o espaço em modo valorização total, inflacionando o seu bem. Será que o poder público dentro da qualidade de incentivador ao empreendedorismo não poderia rever as questões de IPTU para terrenos inoperantes e passá-lo em um modo de IPTU progressivo?


Falando nisso...

Mais que notório, desde a gestão passada que nosso IPTU precisa passar por uma revisão urgente. Defasados, desproporcional e, sim, precisa ser revisto com muito critério.