top of page

Radialista da Benedetta dá exemplo ao criar canal no youtube aos 78 anos

Mensagem de Natal 2020 da Prefeitura de Criciúma tem a voz do locutor urussanguense



Diferente dos meninos que costumavam assistir as partidas do Urussanga Futebol Club em seu estádio, normalmente reclamando de jogadores que não faziam gol ou xingando o juiz da partida, o primogênito do casal Odete Bilck e Marcos Costa fazia de uma latinha de massa de tomates guardada como uma relíquia, o instrumento para realizar seu sonho: transmitir o evento sentado no alto do muro que circundava o campo.

Seu nome: Odemar Costa.

Em seus pensamentos de menino, ecoavam vozes famosas como a do radialista Fiori Gigliotti, o qual Odemar costumava ouvir narrando partidas pela Bandeirantes e Tupi, no rádio que havia na sala de sua casa e que nem sempre tinha um bom sinal.

Várias vezes foi tirado de seus devaneios, quando alguém preocupado que ele caísse do muro, pedia-lhe para descer.

Afora isso, seu esforço em manter o timbre de voz, de dar ênfase às boas jogadas e comemorar o gol com alegria, passava despercebido para a maioria dos gritões torcedores ítalo-brasileiros da Benedetta.

O menino tornou-se um jovem que resolveu conquistar seu espaço. Saiu de Urussanga para estudar em Florianópolis, mas logo deixou a capital catarinense para trabalhar em Gaspar e pouco tempo depois já estava como locutor na Rádio Difusora de Itajaí.

Seu talento e sua fama na cidade, fizeram com que se tornasse o vereador mais jovem a ser eleito em Santa Catarina no ano de 1962. E, mais que isso, o levou a ver de perto e narrar partida do Rei do Futebol - Pelé, em Blumenau, em 1961 quando o Santos jogou contra o time local- Grêmio E. Olímpico.

De Itajaí foi convidado a trabalhar em São Paulo, onde reside até hoje, em redes conhecidas nacionalmente como Bandeirantes, Cultura, Tupy e Globo. Marcas de produtos famosos tinham o tom de voz nascido em Urussanga.

Posteriormente, voltou-se para o ramo de leilões de gado, utilizando sua voz para uma carreira consagrada de leiloeiro e iniciou junto aos irmãos uma revista com conteúdo exclusivo para pecuaristas e a agropecuária- a DBO. Revista essa, conhecida nacionalmente e que já está com quase 40 anos de circulação.

Apaixonado por fotos e mantendo em sua residência, por muitos anos, um estúdio para produção de catálagos e aúdios para propaganda, Odemar vem acompanhando a evolução da tecnologia e se adaptando aos novos tempos. Atualmente, dispensando todos os equipamentos antes utilizados, Odemar grava poesias e áudios comerciais em seu Ipad e Iphone,seja para atender pedidos de clientes ou para interpretar textos de renomados autores, postando-os em suas mídias sociais e, brevemente, no canal de youtube que pretende criar.

Aos 78 anos, vivendo o isolamento ocasionado pela pandemia, este urussanguense que já recebeu título de Cidadania Benemérita de sua terra natal, foi escolhido para colocar sua voz no vídeo com mensagem de final de ano da prefeitura de Criciúma.

Em entrevista à reportagem de Panorama SC, Odemar afirmou que fica deslumbrado com a velocidade de mudança na área tecnológica.

“Eu tenho guardados muitos equipamentos, nos quais investi bastante dinheiro para produzir fotos, áudios e vídeos. Grandes máquinas fotográficas com várias lentes poderosas para poder produzir o material desejado e, hoje, vejo recursos de se fazer macro num simples telefone celular.

É fantástico! Do mesmo modo são os áudios. Uma sala silenciosa e com boa acústica é o que basta para gravar a voz e depois editá-la em apps que nos dão infinitas possibilidades de criação.

Fico feliz de poder presenciar esta evolução”, concluiu Odemar.

bottom of page