top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Presidente do Sindicato diz que prejuízos de agricultores deverá ser grande


As fortes chuvas que atingiram Santa Catarina nesta primeira quinzena de outubro atingiram a atividade agropecuária dem várias regiões do Estado, provocando perdas em diversas culturas.

Segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, os maiores danos ocorreram na produção de leite , hortifrutigranjeiros e também fruticultura.

Segundo o secretário-adjunto da Agricultura, Airton Spies, culturas que estão em campo, em fase de desenvolvimento, como a cebola, o trigo e o fumo, terão menor produção. Conforme Spies, o excesso de precipitação prejudica as verduras de folhas. Como o produto substituto precisa vir de fora, haverá elevação de preços no futuro. A cebola, cultivada principalmente no Alto Vale, com o excesso de chuvas deverá ser atacada por fungos e terá produtividade menor. O mesmo ocorre com o fumo. O trigo, em fase de desenvolvimento, apresenta queda de qualidade e produtividade quando atingido por muitas precipitações. Na atual safra, foram plantados em SC 120 mil hectares de trigo e a projeção de colheita, antes da chuva, era de 304 mil toneladas. No caso da pecuária, até agora, segundo o secretário João Rodrigues, não há informação de perda de animais, mas as chuvas prejudicaram a produção de pastagens, o que limita a oferta de leite.

Em Urussanga e região, segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Urussanga e Cocal do Sul - Adefonso Baesso, certamente haverá perda na produção e prejuízos a serem contabilizados pelos agricultores.

“Ainda não temos números para quantificar as perdas. Mas sabemos que fumo, fruticultura e uva na região estão com suas produções comprometidas.Precisamos aguardar mais um pouco, para se ter uma noção mais aproximada do que realmente se perdeu em termos de produção. Há que se esperar se a lucratividade com preços bons,vai compensar em parte os estragos destas chuvas”, finaliza Baesso.

Comments


bottom of page