top of page

Presidente do Conselho de Desenvolvimento Rural de Urussanga reclama da falta de apoio ao setor


A Reunião Ordinária de terça-feira (11) contou com a participação de Jéssica Bonotto, Presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Urussanga. O convite foi feito pelo presidente do Legislativo, Elson Roberto Ramos (MDB).

De acordo com Elson Roberto Ramos o objetivo da presença foi desejar as boas-vindas à nova presidente do Conselho e ouvir sobre as ações da entidade no planejamento para o desenvolvimento da agricultura no Município.

O Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Urussanga (COMDRU) foi criado mediante Lei Municipal no dia 7 de dezembro de 2001. Atualmente o Conselho é formado por 10 representantes das comunidades rurais do Município e sete entidades, entre elas, a prefeitura e a Câmara de Vereadores.

A presidente do COMDRU, Jéssica Bonotto, fez um resumo das atividades da entidade desde a posse da nova diretoria em agosto deste ano. Jéssica informou que no dia 22 de agosto foi entregue um ofício na prefeitura pedindo a nomeação de um secretário de agricultura.

“Um mês depois da entrega do ofício, no dia 19 de setembro, conseguimos uma reunião com o prefeito e que contou com a presença dos vereadores Gilson Casagrande e Elson Roberto Ramos e levamos ao conhecimento algumas necessidades dos agricultores”, destacou.

Jéssica disse que além de apresentar os problemas o Conselho leva algumas possíveis soluções surgidas durante as conversas com os agricultores. “Cada comunidade tem o seu representante e ele traz as dificuldades enfrentadas para as reuniões e levamos ao conhecimento da Prefeitura e da Câmara de Vereadores”.

A representante do COMDRU disse que foi solicitada a nomeação de um secretário de agricultura porque atualmente a pessoa responsável pela pasta acumula outras funções e está sobrecarregada. “Pedimos também um funcionário para fazer a fiscalização do trabalho das máquinas nas propriedades e outro para a manutenção dos equipamentos”, registrou.

“Em relação ao secretário temos o entendimento que deveria ser um agricultor, mas a prefeitura tem dificuldades para encontrar alguém que queira deixar a sua propriedade para exercer a função”, explicou.

De acordo com Jéssica, outro problema identificado pelo Conselho foi em relação à falta de dinheiro para investimentos na agricultura. “Em relação às conversas e pedidos feitos na reunião com o Poder Executivo e representantes do Legislativo, ainda falta uma semana do prazo de 30 dias pedido pelo prefeito”, informou.

“O COMDRU é uma sociedade civil sem fins lucrativos onde ninguém recebe salários e tem a finalidade de reunir as decisões tomadas ou sugeridas nas comunidades e elaborar um plano de ações que venha a atender as necessidades do meio rural do Município”, concluiu.

bottom of page