Policial foi assassinada pelo ex-marido em Forquilhinha



A policial militar, sgto Regiane Terezinha Miranda foi vítima de feminicídio no bairro Vila Lourdes, nesta segunda-feira, 13/07, em Forquilhinha. Regiane se destacava pelo seu carisma, competência e dedicação nos trabalhos realizados na Polícia Militar e angariou uma admiração ainda mais especial da comunidade como instrutora do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). O Governo Municipal de Forquilhinha emitiu nota oficial se solidarizando com os familiares, amigos, colegas do 9º Batalhão da Polícia Militar e prestando condolências neste momento de profunda tristeza. Também a Polícia Militar emitiu nota de pesar no início da tarde desta segunda-feira, 13, pela morte da sargento Regiane Terezinha Miranda, de 37 anos, assassinada nesta manhã pelo ex-marido.

Na íntegra, o pronunciamento da corporação diz o seguinte:

“É com grande pesar que a Polícia Militar (PM), informa o falecimento da 3º Sargento Regiane Miranda do 9° Batalhão. A tragédia aconteceu na manhã desta segunda-feira, dia 13, no bairro Vila Lourdes, em Forquilhinha. As informações iniciais dão conta que a Sargento Regiane, de 37 anos, foi vítima de feminicídio praticado pelo ex-marido, que após cometeu suicídio. A Policial Militar ingressou na corporação em 2004, foi por muitos anos instrutora do PROERD e atuava com grande ênfase no policiamento de proximidade. A Sargento atualmente estava lotada na guarnição da Polícia Militar (PM) de Forquilhinha. O local foi isolado e o Instituto Geral de Perícias (IGP) está realizando o trabalho pericial. A ocorrência ainda está em andamento”.