Policiais que tiraram crianças de rio após acidente de trânsito recebem Moção de Aplausos


A tarde da terça-feira 13/09, foi marcada por uma cerimônia de entrega da Moção de Aplausos aos cinco policiais militares que atuaram no salvamento do pai e quatro filhos. As vítimas estavam em um carro que caiu no Rio Sangão, em Criciúma, na tarde do dia 29 de julho, após o motorista fugir de uma blitz de trânsito.

Os policiais cabo Ronilso, soldados Daniel, Tubias, Jonatan e E. Rodrigues foram os homenageados. Os militares, lotados no 9º Batalhão da Polícia Militar (9ºBPM) de Criciúma, realizaram um trabalho em conjunto com outros órgãos de segurança de Criciúma e região. É muito gratificante receber o reconhecimento pela ação dos policiais militares, enaltece o nome da instituição. Nada mais justo que valorizar o profissional, por esse papel importante para a sociedade”, agradeceu o comandante do 9º BPM de Criciúma, tenente-coronel Sandi Murís de Medeiros Sartor.

Os profissionais realizavam os trabalhos rotineiros quando foram acionados pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de Cocal do Sul, que já estava atendendo as vítimas. Ao chegar no local, iniciaram o apoio na ocorrência, auxiliando no salvamento das quatro crianças até a chegada do Corpo de Bombeiros.

“Essa Moção, não só para mim, mas para todos que participaram da ocorrência, é muito importante pelo reconhecimento. Atender quatro crianças em estado de falecimento, sem respiração, nos sentimentos muito honrados com isso”, ressaltou o cabo Ronilso.

As quatro crianças, sendo três meninos de 1, 5 e 8 anos, e uma menina de 3 anos, foram hospitalizadas com afogamento, mas já estão em casa e passam bem. O motorista do veículo e pai das crianças, de 30 anos, não resistiu e morreu no hospital no outro dia do acidente.

Para o cabo Ronilson, essa foi uma ocorrência, dentre tantas que são atendidas diariamente, que ficará marcada em sua vida. “Uma criança já é difícil de atender, imagina salvar quatro de uma vez só. E nesse esse tipo de ocorrência, muito mais. Demos tudo que tínhamos para salvá-las”, frisou o cabo.