Polícia Civil desencadeia segunda fase da Operação Conexão Bahia

Desde o dia 6 de outubro passado, a Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia de Urussanga,vem trabalhando na Operação Conexão Bahia, sendo que foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Urussanga e em Criciúma.

A investigação apura crimes de tráfico e associação para o tráfico de G. G. dos S., 30 anos, vulgo “Lica”.

Desde que chegou da Bahia, o investigado começou o tráfico na região. A Investigação, iniciada ainda em abril, mas já com informações passadas, apontou ele como distribuidor de drogas em nossa região. Um dos funcionários de Lica, de 17 anos, foi flagrado na posse de cocaína e maconha durante o cumprimento das medidas judiciais. Também foi apreendida maconha na casa de outro investigado.



Da fase II


Concluído o inquérito policial, identificou-se que além de “Lica” e o menor de 17 anos, participavam do grupo outro menor e mais três maiores, identificados como O. A. (Lalau), de 19 anos, A. H. S. (Monstrão), de 37 anos, e G. G. dos S. (Calango), de 21 anos.

Diante disso, foram decretadas as prisões preventivas destes três maiores e convertida a prisão temporária de “Lica” em preventiva, as quais foram executadas na tarde de hoje,02 de dezembro.


Delegados Dr. Ulisses Gabriel e Dr. Márcio Campos Neves afirmaram que foi importante a atuação do Ministério Público, através do Dr. Elias Medeiros Sobrinho, e do Juiz da Comarca de Urussanga, Dr. Roque Lopedote, face a agilidade e comprometimento com a justiça e com a segurança pública.