Para pensar


A imagen do Papa Francisco rezando sozinho diante da Basílica de São Pedro, no Vaticano, completamente vazia, pedidndo para que a Covid-19 pare de matar pessoas, é algo que serve de estímulo à reflexão.


Do útil ao agradável Além de cumprir o prazo determinado para quem tem interesse em participar das próximas eleições para o legislativo, a exoneração de alguns secretários e diretores vai gerar uma economia de R$ 50 mil aos cofres do poder público. Quem comanda? Para os lugares destes diretores e secretários, prefeito Gustavo Cancellier deixará profissionais que já atuam nestas repartições comandando as pastas ou outros diretores e secretários que podem acumular funções, não trazendo novidades e nem mexendo no valor a ser economizado. Firme e forte Secretário da Saúde Marcos Roberto da Silveira continua firme no cargo neste momento tão difícil para toda a cidade e, por vontade própria, decidiu ficar à frente de sua equipe de saúde que vem fazendo um excelente trabalho. Em conversa com a coluna, Marquinhos disse que nem pensa em eleições municipais e, sim, em ajudar combater do Corona Vírus e manter os números baixos de contaminação em nossa cidade, que “cá para nós”, vem dando exemplo de cuidados. Especulando a política Fica cada vez mais nítido que o trabalho eficaz de Marcos Roberto da Silveira (PSDB) o coloca cada vez mais ao lado do Prefeito Gustavo Cancellier em uma futura disputa ao Executivo. Grupo de risco Já o vice-prefeito Décio da Silva, que muitos questionam de sua não aparição neste combate, está de total quarentena. Décio faz parte do grupo de risco, pois é diabético e faz uso de insulina diariamente. Então a ajuda vai pelo exemplo de ficar em casa. Tenho dito l “Tento ajudar no possível! Mas só o fato de não atrapalhar já ajuda, e muito por sinal!”. Vice Prefeito de Urussanga, Décio da Silva esclarecendo sua ausência física neste momento de pandemia mundial. Incerteza Incertezas com relação às eleições municipais deste ano. Senado apóia a idéia de unificar tudo e, assim, prorrogar a corrida aos executivos das cidades para 2021. Mandatos de cinco anos sem possibilidade de reeleição. Já os Deputados Federais ainda estudam a idéia. Para a Justiça Eleitoral, tudo está certo para a realização neste ano, tudo vai depender da expansão ou não do Corona Vírus. Então, não seria algo extraordinário se tivermos eleições entre novembro e dezembro. Cadê a mulherada empoderada? Partidos estão com sérias dificuldades para encontrar mulheres que tenham interesse em participar das eleições municipais. Uma busca incessante nas comunidades para ter um toque feminino nos partidos e eleições. Eventos municipais Alguns já foram cancelados, como a Festa da Polenta e tantos outros shows e entretenimento, e a Festa do Vinho entrando na pauta. A possibilidade de um evento diferente do que estamos habituados a participar e até mesmo com uma data diferenciada está nas discussões. Pois as incertezas de prazos, vírus e tudo mais fazem com que a migração e cancelamentos das práticas esportivas e festivas se façam por força maior acontecer. Cancelamento do maior evento municipal não está descartado, assim como Festa do Pinhão.

Pandemia psicológica Assistir os telejornais está cada vez mais difícil e não aconselhável neste período de reclusão social. Mas a Rede Globo vem causando um colapso mental nas pessoas, fato! Assistir seus principais telejornais é algo que para uma boa manutenção da sanidade mental não é recomendável. Sem contar que as preocupações dividiram-se em causar o desespero no melhor estilo “o mundo está acabando” e o objetivo principal, o bate e rebate com o Governo Bolsonaro.

Pandemia econômica Acredito que a situação econômica já está ficando desesperadora para muitos pequeno/médios empresários. Mesmo com a ajuda do governo federal, as coisas vão ser assustadoras e dias sombrios já estão estabelecidos e claro, as linhas de créditos serão realmente a salvação (ou não) deste setor.

Reação e solução Com as dificuldades na aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) pelo nosso sistema de saúde municipal, o Executivo, Secretária de saúde e empresas da cidade estão produzindo em caráter de urgência materiais para proteção de nossos corpo de saúde que está na linha de frente nesta luta contra o Corona Vírus. Valorizar o local Sem sombra de dúvidas a CDL, Prefeitura Municipal de Urussanga e principalmente todo o urussanguense e demais órgãos competentes, terão que abraçar a campanha de valorização e consumo no comércio local. Este objetivo serve para aliviar os impactos gigantescos dentro de nossa economia e fazer com que não sepultemos muitos de nossos micros/médios empreendedores locais. Em cheque Outra análise criteriosa são as atividades esportivas da cidade. O Diretor de Esportes, Clésio Freccia está em uma verdadeira “sinuca de bico” e quebrando a cabeça, pois ele está com vários projetos parados e até alguns que podem sofrer cancelamento. O problema maior está em: quando tudo voltará ao normal? Racionamento Com a escassez de chuvas e o aumento do consumo nas residências, os níveis cada vez menores nas represas, a Samae busca fazer uma campanha de conscientização para a economia de água. E um possível racionamento não está descartado. Tenho dito ll “Nossa represa do Rancho (Rio Barro Vermelho) está 8 cm abaixo do nível de sua capacidade normal, para se ter uma idéia, a vazão normal é de 50L/s e hoje não passa de 18L/s. Estamos completando a vazão com captação do Rio Maior. Algumas situações mais criticas, que é Rio Caeté, que abastece o De Villa, São Pedro e Ribeirão da Areia e também não é diferente nas localidades de Belvedere, Santana, Rio Carvão e Rio Salto. É essencial neste momento que a população economize água! Essas chuvas não representam nada em termos de aumentos dos níveis de nossas represas.” Diretor do Samae, Filippo De Brida, preocupado com a falta de chuvas consideráveis na região.