Panorama Policial

No Paraná, galo é preso por perturbação de sossego



Quando se pensa que já vimos tudo, algo acontece para colocar por terra esta certeza. Pois na cidade de Ivaiporã, no Paraná, um galo que acordava cedinho com uma vontade enorme de cantar e avisar aos humanos que o sol estava por nascer, acabou sendo retirado de seu galinheiro no bairro Jardim Santa Terezinha e colocado dentro do camburão da PM, após a denúncia de um morador de que ele, o galo, estaria causando perturbação ao sossego.

Segundo a PM da referida cidade, o morador que fez a reclamação alegou que o vizinho mantém um galinheiro no fundo de casa (o que não é permitido naquele local) e disse ainda que já havia tentado conversar com o dono do galo sobre o barulho, mas sem sucesso. Agora, o galo infrator está afastado de suas galinhas e sob a tutela da Secretaria de Meio Ambiente daquele município. Pra se acabá! O povo anda tão estressado que até o canto de um animal acaba em Boletim de Ocorrência.


Urussanga - polícia acaba com quadrilha do tráfico de drogas


Uma denúncia anônima feita à Polícia Civil deu início a uma investigação que culminou com várias prisões e a desarticulação de uma quadrilha de traficantes que atuava em Urussanga e região.

Segundo o delegado da comarca de Urussanga- Dr. Ulisses Gabriel, o caso iniciou em 21 de maio, quando a Polícia Militar abordou dois elementos na cidade de Urussanga portando 321 gramas de maconha, sendo que ambos assumiram serem proprietários da droga. Foi apreendida a droga, dinheiro e celulares, sendo que posteriormente foi encontrada na residência dos mesmos outra quantidade de maconha, ocasionando a prisão em flagrante.

As investigações posteriores levaram à descoberta de que uma residência em Cocal do Sul estava servindo para esconder as drogas e que o caminho do tráfico era Foz do Iguaçú/Cocal do Sul, tendo sido realizada duas viagens no período entre 31 de maio e 2 de junho.

Nessa última viagem, no entanto, os 50 kg de maconha que eles tinham ido buscar foi parar na PRF de Realeza, no Paraná, com o traficante de 22 anos sendo preso em flagrante no dia 3/06.

No dia seguinte, outro membro da quadrilha, com 27 anos, foi preso em Cocal do Sul também com maconha em sua residência. Dos 4 mandados de prisão apenas um não foi concluído e o traficante que em uma semana teria trazido cerca de 100 kg de maconha é considerado foragido da Justiça.


Marido é preso em Orleans ao reclamar da esposa na Polícia Militar


No domingo passado 6/6, um orleanense que foi até o quartel da PM reclamar que sua esposa estava gritando e era louca, acabou ficando sem seu veículo e carteira de habilitação. Isso porque o cidadão apresentava odor alcóolico, se recusou a fazer o teste de bafômetro e seu veículo estava com o licenciamento atrasado.

Então fica a dica para os maridos: quando quiserem denunciar a “loucura” das esposas, não bebam e confiram se a documentação do veículo está em dia.


Criança é assassinada pelo próprio pai em Siderópolis


Na manhã da última segunda-feira 7/06, a Polícia Militar foi acionada por volta das 10h30min para atender uma ocorrência de homicídio no bairro Vila Esperança, em Siderópolis.

Segundo as informações repassadas pela PM, o pai de uma menina de um ano e dois meses de idade matou a própria filha sufocada com um travesseiro. O indivíduo, de 24 anos, foi preso em flagrante, sendo que o motivo alegado para esta violência foi que a criança estava chorando durante a madrugada.

A mãe da criança, por negligência, também foi presa pela participação no crime .

Em entrevista concedida à imprensa regional, a mãe do autor do homicídio relatou que os pais da menina eram usuários de drogas, que a mãe também agredia a criança e que o Conselho Tutelar já havia sido informado do caso, porém não teria tomado as providências cabíveis. O autor do crime, de 24 anos de idade, estava em liberdade condicional e possuía diversas passagens pela polícia . O caso continua sob investigação e os acusados em prisão.


Em Joinville motorista morre ao cair de viaduto


O motorista que morreu depois que o caminhão que ele dirigia caiu do viaduto na BR-101, em Joinville, foi sepultado na tarde do último domingo 6/6, em Três Barras, no Planalto Norte. Emerson Mello, que tinha 30 anos, morreu ainda no local do acidente, na tarde de sábado 5/06 e foi flagrado por uma câmera de monitoramento próximo ao local.te. O caminhão perdeu o controle, bateu na grade de proteção e caiu na marginal.

Os Bombeiros Voluntários de Joinville resgataram o corpo de Emerson após cerca de uma hora de trabalho.

A causa do acidente que tirou a vida deste jovem trabalhador ainda não foi confirmada, mas uma das hipóteses é de que o motorista tenha sofrido um mal súbito antes da queda.