Mundo virtual no campo- agricultores participam de cursos on-line


Se a dificuldade é a mãe da criatividade, o isolamento forçado pelo coronavírus fez nascer um novo modo de aprendizado para agricultores catarinenses. Isso porque a Epagri, para contornar a impossibilidade de reunir pessoas para a transmissão de conhecimentos e multiplicação de informações fundamentais para condução de uma agricultura produtiva e sustentável, resolveu investir em cursos on-line. Essa semana, de 20 a 24/4, foram ofertados 13 cursos, com capacitações abordando diferentes temas: produção de milho, cebola, pepineiro, feijão, leite, pastagem, entre outros. Segundo o engenheiro agrônomo da Epagri em Urussanga- Henrique V. Silva, “ esses cursos on-line são uma possibilidade de facilitar a vida do agricultor, uma vez que ele pode participar sem se deslocar de sua propriedade, e traz economia para o Estado, evitando deslocamentos e custos adicionais que temos em alguns cursos.”

Ao falar sobre a receptividade dessa ação junto aos agricultores, Henrique informou que “ essa é uma nova ferramenta de extensão para a Epagri, que está se modernizando e, resultado desse isolamento social da pandemia, estamos tendo uma nova tecnologia para os produtores. E isso está sendo bem recebido. Nós temos percebido, principalmente nos últimos três anos, uma redução muito expressiva de agricultores nos cursos presenciais. Isso porque o tempo é uma coisa que falta para eles. Nós percebemos isso e estamos vendo uma redução contínua ano a ano. Oferecemo cursos muito bons e , mesmo assim, o nosso público é pequeno. Nós convidamos 60 e aparecem 20. Agora, com esse curso on-line, fizemos um curso de pitaya duas semanas atrás e tivemos 150 participantes. Pessoas do Brasil inteiro participaram”, afirmou o engenheiro agrônomo. Ao ser questionado se a aula on-line possibilita o mesmo aproveitamento da presencial, Henrique foi enfático ao afimar que ainda não se pode fazer uma avaliação sobre este quesito, mas que a Epagri se coloca sempre à disposição para ajudar os agricultores em suas dúvidas, mesmo após a conclusão dos cursos.