top of page

MAURO PAES CORREA

Energia do Ar


Parece um trocadilho, mas não é.

O mercado de geração de energia limpa, que inicialmente começou com o uso massivo de painéis solares, começa a ter seus custos minimizados, principalmente pelo aumento de fábricas de painéis, conversores e outros equipamentos necessários para aproveitamento da energia solar.

Na esteira do sucesso da energia solar, a energia eólica (do ar), é uma alternativa barata e de fácil instalação para a maioria das casas do Brasil.

O único pré-requisito, é ter as correntes de vento necessárias ao bom funcionamento dos geradores eólicos, que costumam ser acessíveis até 10000W.

Estes equipamentos básicos de geração eólica, costumam ter um preço médio (sem instalação) de R$. 4.000,00.

É um bom investimento?

Com certeza, principalmente com os passos largos que a eletrificação de veículos (carros e motos), que o mundo vivencia e o Brasil também será impactado.

Com a energia eólica, em conjunto ou não com a solar, é possível além de energizar toda a casa, garantir energia dos veículos. Da saudável discussão de que ter um carro elétrico e ainda utilizar a rede convencional de energia gera poluição e custos (ainda que menores), não resolve totalmente o problema ambiental para o qual se propõe os veículos elétricos.

Estes geradores, que lembram um “grande ventilador”, são seguros, construídos em material resistente e espera-se que tenha uma ótima durabilidade, no mesmo patamar que os painéis solares.

Para ambos, o mercado está realizando o financiamento da instalação, opção útil principalmente para as empresas.

O índice de retorno, sempre é calculado em razão do consumo.

Quanto maior, o investimento é recuperado em menos tempo.

Há diversas empresas especializadas na região, que trazem conhecimento e seriedade sobre o assunto.

Para finalizar, como diria o poetinha, “a energia está no ar”.


bottom of page