MAURO PAES CORREA

Vamos ter um GTA 6?


A franquia de jogos que rendeu a Rockstar Games o seu lugar no topo da fama no segmento de jogos eletrônicos, parece se confirmar. O ano anterior, não foi nada tranquilo para a desenvolvedora, que busca no seu carro-chefe, manter sua base fiel de usuários à espera do novo jogo.

Atualizando você: o jogo GTA é produzido há mais de quinze anos, e desde sua primeira edição conquistou uma legião de jogadores. Basicamente você realiza missões e tarefas, com o objetivo de conquistar dinheiro e poder, trabalhando para uma ou mais gangues (ou máfias) dependendo da versão do jogo.

Desde a década passada, o jogo traz realismo impressionante quanto a sua jogabilidade e as controversas ações praticadas pelo personagem dentro do jogo (o que rendeu a classificação em muitos países como jogo para maiores de idade ou a partir de uma determinada idade). Infelizmente há alguns anos atrás, o jogo rendeu incidentes na vida real bastante pesados, como algumas pessoas tentando imitar o personagem e fora do jogo, acabaram na prisão.

Voltando ao GTA: a nova versão é esperada há muitos anos, com dezenas de anúncios “prometendo o jogo”, para uma determinada data. Agora, deram o prazo entre 2025 e 2026 para que o jogo fique definitivamente pronto. Há um detalhe importante no cenário atual, o próprio nome da empresa está em jogo, pois se o prazo estourar, há riscos de enormes perdas financeiras.

A atual versão, a GTA V ganhou pacotes de expansão, atualizações e outros “mimos” para os jogadores, mas o fôlego de mercado do jogo, chegou ao limite. Todos querem mesmo, é a nova versão.

Ao que tudo indica, o GTA 6 se bem produzido, pode ser um dos maiores fenômenos na história de venda de games dos últimos anos. Nas versões anteriores, o mercado reagiu positivamente e os compradores do jogo, ainda mais. A espera sempre baseou-se em anos, diferente dos outros jogos que são remodelados anualmente. A tecnologia de produção de jogos, agora tem um realismo impensável em comparação aos tempos de GTA V. É esperar e jogar. Este é o lema do bom gamer.

E Urussanga é a terra do vinho, do carvão e também dos jogos. Há ao menos uma loja especializada no assunto e a frequência de jogadores é constante. A juventude joga para “matar o tempo”. Os pais, para “tirar o estresse”. O videogame que antes era apenas utilizado pelas crianças e adolescentes, quem diria, virou um dos brinquedos de muitos pais.

Para finalizar: não há menção de preços, mas estima-se que o jogo não será barato e pode sair em diversas plataformas. O que você pode fazer é comprar nas lojas online oficiais ou parceiras do jogo, que poderão trazer bons descontos, como já ocorre para outros games.