Karen Moura, a pré-candidata a deputada estadual de Urussanga


Quem conhece a história política de Urussanga, sabe que o município sempre teve força no contexto regional e, por várias vezes, representantes na Assembleia Legislativa.

Em 1935, quando foi promulgada a terceira Constituição Estadual de Santa Catarina, um urussanguense teve a honra de ser o 2º Secretário da Mesa Diretora dos trabalhos. Seu nome: Sylvio Ferraro.

Também assinou esta Constituição um outro deputado que teve ligação muito forte com Urussanga. Tratava-se de Domingos Rocha, que era prefeito de Urussanga - nomeado pelo governo na Era Vargas entre 1931 e 1933, e que concorreu a um cargo na Assembleia Legislativa, não se elegeu mas acabou sendo convocado e permanecendo no cargo de 1935 a 1937.

João Caruso Mac Donald é o nome que mais se destaca, sendo o urussanguense que participou de três legislaturas e permaneceu representando a região no parlamento catarinense de 1947 a 1959.

Em 1963, quem assumiu como suplente na Assembleia Legislativa foi um delegado de polícia que foi vereador em Urussanga na década de 1950 - Helvídio de Castro Veloso Filho.

Também na década de 1960, Urussanga tinha outro nome muito conhecido no Sindicato dos Trabalhadores na Extração do Carvão das Minas da cidade - o advogado Artidônio Ramos Fortes que saiu da suplência para ser deputado estadual.

Na década de 1980 Ruberval Francisco Pilotto foi quem colocou o nome de Urussanga no plenário e nas Comissões da AL.

Na década de 1990, Vanderlei Olívio Rosso se elegeu para a 13ª legislatura.

Depois deles, Urussanga só viu um filho seu ocupar uma cadeira na assembleia no ano de 2014 com a eleição de Cleiton Salvaro Brolesi.

De lá para cá, o vazio da representatividade da outrora influente Urussanga só faz aumentar. Este ano, no entanto, uma jovem que sonha em ajudar na construção de um mundo melhor para todos colocou-se à disposição para levar novamente o nome de Urussanga ao poder legislativo estadual. Falamos de Karen Moura.


Da pré-candidata


Filha da Desembargadora Ana Lia, Karen voltou a morar em Urussanga em setembro do ano passado, depois de uma temporada de quatro anos em Brasília.

Em entrevista à reportagem de Panorama SC, Karen disse: “vivi a política no centro do Poder Legislativo na Capital Federal durante quatro anos e me preparei para este momento. Poder voltar para a minha cidade e trazer a esperança de uma nova política, que tem como foco principal atender às necessidades da população, me dá a certeza de que estou no caminho certo.”

Prestes a completar 33 anos no mês de junho, Karen encara o desafio de uma campanha eleitoral grávida de seu primeiro filho, tendo como principais bandeiras a defesa da família e das crianças.

“A família é a base forte que sustenta a sociedade. Precisamos ter uma atenção especial na reestruturação das famílias, através de um serviço de assistência social de qualidade, por exemplo. Estamos vivenciando um período pós-pandemia, onde muitos perderam seus entes queridos, perderam empregos, passaram e ainda passam momentos de dificuldade financeira. Trabalhar para reestruturar esses lares e garantir que essas famílias possam voltar a ter seu sustento é um dos focos da nossa pré-campanha,” afirmou a futura mamãe ao enfatizar a importância da educação e de uma atenção especial voltada às crianças e adolescentes.

“Sempre defendi nossas crianças e a importância de focarmos na educação, desde a base, para conseguirmos como consequência resolver vários problemas sociais, como a criminalidade. Tudo está interligado. Crianças e adolescentes precisam de um ensino de qualidade. Precisam ter ocupação extracurricular para não gastarem o tempo ocioso nas ruas, fazendo coisa errada. Tudo começa com um lar estruturado e com um ensino de qualidade” afirmou Karen..

Mesmo com força de vontade de mudar a realidade política local e regional, há quem duvide da consolidação da pré-candidatura da jovem liderança política.

Ao ser questionada sobre uma possível desistência de concorrer às eleições de outubro, Karen afirma: “eu sou pré-candidata e vou trabalhar duro para garantir que Urussanga tenha uma representante na ALESC a partir do ano que vem. Eu acredito no meu projeto e tenho certeza que estou preparada para colocar Urussanga novamente como um município de destaque no nosso estado. Ganhei um reforço de peso com a benção que Deus me concedeu de fazer uma pré-campanha junto deste bebezinho que está vindo. Não vou desistir.

Quero que Urussanga saiba que sou a pré-candidata da cidade, a única que estará sempre pronta para ouvir e atender as demandas do município.

Colocarei um gabinete meu aqui à disposição de todos e não aparecerei apenas na época de pedir votos.”