Isolamento muda tradição do Domingo de Ramos em Urussanga e região

Pároco celebra missa sem fieis na igreja


Em Urussanga, é centenária a tradição dos católicos em levar ramos de palmeiras e oliveiras na igreja matriz Nossa Sra. da Conceição para serem benzidos no domingo que antecede a Páscoa. A chamada missa da bênção dos ramos sempre levava os fiéis a lotarem a igreja nessa data especial, garantindo as folhas bentas que os protegeriam dos males até a chegada da próxima bênção no ano seguinte. Muito normal nas residências antigamente era ver-se um crucifixo ou imagem de Nossa Senhora afixado em uma parede da casa, com um galho de ramo ao lado. No tempo em que fogão à lenha não era alternativa de diversão na casa de sítio no final de semana, como é atualmente para muitos, as nonas italianas costumavam jogar folhinhas dos ramos no fogo quando algum perigo se aproximava, a exemplo de tempestades. Esse ano, no entanto, os católicos não puderam participar da missa na igreja matriz. Sozinho, o pároco Daniel Pagani celebrou a missa que foi transmitida pela Rádio Marconi e pelos canais da paróquia na internet. Logo após a celebração, padre Daniel acompanhado de padres e diácono, percorreu as ruas do centro da cidade e do interior do município na carroceria de veículos e concedendo a bênção às famílias e aos ramos que foram colocados amarrados em portas e portões de residências.


Missa da quinta-feira santa sem lava-pés

Com toda certeza, essa foi uma Semana Santa nunca vista na história de Urussanga. Fiéis não pideram participa nem da cerimônia de lava-pés na missa da quinta-feira santa . Os rituais de confissões, adoração ao Cristo morto na igreja e a via sacra no calvário também não puderam ser feitos igual aos anos anteriores. Essa semana santa foi de padres rezando na igreja matriz sem a presença de fieis e sem terem ninguém do lado de fora dos confissionários. O sistema de isolamento social trouxe uma página de novas posturas religiosas, impedindo que as pessoas possam manifestar suas tradições e participar das cerimônias que foram comuns por quase um século e meio de história do município.


Pano branco nas residências para a Bênção de Páscoa

Pároco da paróquia de Urussanga e da comarca - Padre Daniel Pagani, convidou os católicos da região a participarem de dois atos de fé que acontecerão nesse sábado 11/4 e domingo 12/4. No sábado, padre Daniel solicita que os fieis acendam uma vela e coloquem um copo de água ao lado durante a transmissão da missa para que todos participem da celebração do Sábado de Aleluia. No domingo, para que todos recebam as bênçãos de Páscoa, o pároco solicitou que os fieis coloquem um pano branco defronte suas residências, em sinal de amor e respeito ao Cristo Ressuscitado.