IMA realiza segunda audiência pública referente ao Programa de Concessão de Parques Estaduais

Foto: Ascom/IMA

O Governo do Estado, por meio do Instituto do Meio Ambiente (IMA), realizou na noite desta quarta-feira, 22, a audiência pública referente à concessão de serviços turísticos no Parque Estadual da Serra Furada (PAESF). Esta é a segunda audiência realizada pelo Programa de Concessão dos Parques Estaduais de Santa Catarina.

"Avançamos mais uma importante etapa para garantir o desenvolvimento econômico sustentável das unidades de conservação do Estado, e ajudar a consolidar o Programa do governo de Carlos Moisés que abrange cinco Parques Estaduais em Santa Catarina, administrados pelo IMA”, destacou o presidente Daniel Vinicius Netto.

Na abertura da audiência, o diretor de Biodiversidade e Florestas do IMA, Rogério Rodrigues, enalteceu que todos trabalham para que os Parques sejam cada vez mais espaços abertos para visitação, lazer e ecoturismo. “Continuaremos preservando e conservando, mas também queremos muito que o cidadão vá ao Parque”, afirmou.

O evento ocorreu de forma presencial no Centro de Convivência de Idosos, em Grão-Pará, Sul do estado. O público em geral também pôde acompanhar a transmissão ao vivo pelo canal do Governo do Estado na plataforma YouTube. Estas audiências são realizadas para complementar a consulta pública, que antecede a publicação do edital de licitação, e são essenciais para apresentar as propostas às autoridades locais e comunidade.

Parceria

O Programa de Concessões de Parques Estaduais de Santa Catarina é executado pelo IMA em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Programa de Parcerias e Investimentos de Santa Catarina (PPI/SC), e o Instituto Semeia.

"Na semana passada realizamos a audiência pública do parque do Rio Canoas e, hoje, estamos em Grão-Pará para a concessão do parque da Serra Furada. São ações que fazem parte do programa de parcerias e investimentos do Governo do Estado, cujo objetivo é fomentar o ecoturismo, sempre primando pela sustentabilidade", destacou a secretária adjunta da Fazenda, Michele Roncalio. Segundo ela, a parceria com o BNDES está sendo fundamental para o bom desempenho dos trabalhos.

O projeto referente ao Parque Estadual da Serra Furada prevê, através de parcerias público-privadas, a construção e a implementação de centro de visitantes, restaurante, melhorias nas trilhas existentes, mirantes, orquidário, arvorismo, tirolesa, entre outros. O valor do contrato, para um período de 30 anos, é de R$ 123 milhões e inclui os investimentos obrigatórios do concessionário em estruturas e os custos na operação dos serviços turísticos durante todo o período.

A unidade de conservação ambiental abrange os territórios municipais de Grão-Pará e Orleans, protegendo paisagens exuberantes das encostas da Serra Catarinense. A relevância ecológica do Parque está relacionada à conservação da Mata Atlântica e à proteção de significativo número de espécies florestais raras e animais ameaçados de extinção, além de abrigar diversas espécies de aves, de anfíbios e répteis.

A audiência pública contou também com a participação do prefeito de Grão-Pará, Hélio Alberton Júnior, do vice-prefeito de Orleans, Mário Coan, do presidente da Câmara de Vereadores de Grão-Pará, Rafael Morgan Dacoreggio, de secretários municipais e do representante do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Bruno Zanotto, além do público em geral.Além do Parque Estadual da Serra Furada, o Programa abrange também os parques da Serra do Tabuleiro, Rio Canoas, Acaraí e Fritz Plaumann.