top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Homenagem para a urussanguense Vany

Por Giórgia Giordani Santiago Silva


Vany Maria Giordani Santiago Silva



Nasceu em Urussanga no dia 18 de fevereiro de 1936. Filha de Estevão Giordani e Anita Lupp. Criança sorridente, fácil de conviver, teve uma infância feliz ao lado de seus pais e irmãos. Mais crescida, na fase de adolescência, teve como melhor amiga Lucy Damiani. Amigas que passeavam juntas, e na motocicleta de Lucy percorriam a cidade, aprontando travessuras de meninas.

No Carnaval de Orleans, no dia 06/02/1951, com quinze anos, viu pela primeira vez aquele que seria seu amor por toda vida. Ela, uma mocinha alegre, incansável, bem-humorada, extrovertida.

Ele, Yann Miguel Santiago Silva, nascido em Orleans no dia 29/09/1928, morava no Rio de Janeiro desde 1947. Com 23 anos incompletos, um homem feito, introvertido, bem vestido, cheio de novidades. Ele se encantou por aquela moça tão animada e espirituosa. E ela por aquele homem de figura charmosa e diferente.

Foram quatro anos de namoro, com visitas raras e esporádicas, presentes enviados do Rio de Janeiro e inúmeras cartas românticas e divertidas. Cartas que estão preservadas e guardadas, provando que o amor... é o Amor... é o AMOR!

Casaram-se no dia 26/03/1955, na Igreja de Orleans.

Lua de mel na Guarda e a primeira viagem dela de avião, rumo ao Rio De Janeiro.

Em 1956, nasce a primeira filha, Maria Anita Giordani Santiago Silva. Menina linda, amada que partiu prematuramente, no dia 01/05/1960, aos quatro anos de idade, de forma repentina.

Em 1962, no dia 20 de novembro, nasce a segunda filha: Giórgia Giordani Santiago Silva.

Vany sempre foi uma mulher à frente de seu tempo.

Nos anos 60, trabalhava fora, dirigia seu carro pelo Rio de Janeiro. Coisa extremamente rara na época.

Em 1973, a família mudou-se para a cidade de Salvador, Bahia. Novos desafios para os três. A cidade era muito diferente do Rio de Janeiro: atrasada, extrema pobreza. Mas ela se adaptou. A vida seguiu.

Em 1982 mais uma mudança: Santa Catarina, terra dos antepassados, da família, das memórias da juventude.

Vany e Yann passaram a morar em Rio Maior, Urussanga. Ela abriu uma loja na galeria Ivo Serafim: Gigi Moda Infantil. Ele passou a trabalhar na marcenaria do seu sogro Estevão Giordani. Giórgia foi morar em Florianópolis.

Passaram os anos... em 20/12/1990 a morte repentina de seu pai Estevão. Um choque.

Depois de um tempo, Vany e Yann foram morar com Anita, já com certa idade, necessitando de cuidados. Vany cuidou de sua mãe, com ajuda de Yann. Em fevereiro de 2000, falece sua mãe, Anita Lupp.

Em 2002, é diagnosticada com câncer de mama. Com muita coragem e determinação, passa por cirurgia e tratamentos quimioterápicos. A superação e cura foram surpreendentes.

Então começou a fazer uma das coisas que mais gostava: viajar. Conheceu a Europa, visitou a Itália, as cidades dos seus antepassados, fez novos amigos, reviu velhos amigos. Em 2003 foi visitar sua filha nos Estados Unidos. Estava muito feliz. Tudo era novidade.

Fez cruzeiro, costa da África, Europa, um mundo diferente, a felicidade da liberdade, do novo, do não conhecido.

Sua vida foi feliz. Apesar das perdas, dos problemas comuns, Vany soube ser determinada, otimista, bem-humorada, forte, corajosa e acima de tudo sem guardar mágoas.

Nos últimos meses estava cansada, debilitada, sem aquela energia que lhe era comum.

Mas o senso de humor estava presente. Foi acarinhada e amada... e às 3:30 h da manhã do dia 06/03/2023 partiu em mais uma viagem.

Da sua cama, ao lado de seu eterno amor Yann e de sua filha Giórgia se foi. Tranquila nos seus 87 anos de vida bem vivida, feliz, amada.

A inesquecível Vany... minha mãe... meu amor... minha boneca... minha maluquinha!





Kommentarer


bottom of page