Grupos de mães e idosos de Urussanga visitam Coopercocal e Associação Cocal Arte

20 grupos passarão pela Coopercocal neste mês de julho para conhecer os trabalhos desenvolvidos e receber o FATES.



Nesta semana a rotina da Coopercocal está diferente, tudo porque a cooperativa está recebendo a visita das mulheres dos grupos de mães e grupo de idosos de Urussanga pertencentes a sua área de atuação.

Além de conhecer toda a estrutura do Centro Técnico Venicios Búrigo e o auditório Italo Rafael Zaccaron os grupos também estão tendo a oportunidade de ver de perto os trabalhos e cursos desenvolvidos pela Associação Cocal Arte. Na ocasião, a presidente da Associação Rita de Cássia Mendes Melo apresenta a estrutura do ateliê, especialmente todo o trabalho e explica em detalhes como funciona o curso de artesanato. “Nosso intuito é que o projeto Mulheres Artesãs tenha maior visibilidade e que mais associadas possam ter a oportunidade em participar do curso”, explica.

“Há vários anos eu e o Belha visitávamos os clubes de mães da área de atuação da Coopercocal e entregávamos um mimo as mulheres como forma de carinho e incentivo, veio a pandemia e o isolamento. Agora com as atividades normalizadas pensamos: porque não trazer as mulheres até nós para conhecer de perto o nosso trabalho? Já fizemos isso ano passado com os grupos de Cocal e foi bem positivo, agora chegou a vez de receber os grupos de Urussanga” disse Rita.

Durante as visitas é notório o olhar de encantamento das visitantes, pois muitas ainda não conheciam o projeto como é o caso da aposentada Valdete Pereto Spillere pertencente ao grupo de mães da localidade de Rio Carvão Baixo. “Fiquei encantada com tudo o que vi, tudo muito lindo e organizado, é um trabalho social digno da admiração de todos nós. Que este projeto siga de exemplo para outras cooperativas e entidades pois é sensacional. Inclusive estou muito interessada em fazer o curso no próximo ano”, afirmou

Após conhecerem o ateliê as mulheres são levadas para o auditório anexo ao Centro Técnico. O encontro é finalizado com a entrega de uma lembrancinha feita pela associação Cocal Arte e coquetel de confraternização. Na ocasião os grupos também estão recebendo o recurso do FATES, neste ano no valor de R$ 600 cada.

O presidente Altair Lorival de Mélo (Belha) afirma que este tipo de integração é muito produtivo. “Ações como essas aproximam pessoas e criam-se vínculos que se fortalecem quando usados para o bem da sociedade, isso é ser cooperativista”, declara o presidente.

Ao todo 20 grupos passarão pela Coopercocal somando aproximadamente 350 mulheres. Nesta semana a cooperativa recebeu os grupos de Bevedere, Santaninha, Coxia Rica, Rio Carvão Baixo, Santana, Rio Molha e Rio América.