Escritor radicado em Urussanga lança livro espírita

Personagem do romance é santanense, localidade onde se desenrola toda a história de um homem que chega ao pós morte querendo transmitir que deixar de fazer o bem se iguala a fazer o mal



O escritor Mauro Paes Corrêa, nascido em Tubarão e que já trabalha há alguns anos como funcionário público na PMU e colunista de tecnologia no Panorama, lançou há alguns dias nas plataformas da Amazon, Google Livros e Uiclap, seu último livro, intitulado Desenlace e que foi traduzido simultaneamente para Espanhol e Inglês.

Na língua inglesa, o título é Unbinding.

Ele já é autor de outros livros, em diferentes áreas, como tecnologia, saúde e romance. Este é o seu quarto livro.


Do enredo

Desenlace traz a história de Álvaro, um homem como tantos outros que após o fim da vida terrena, desperta em um local bem diferente do esperado: no Purgatório ou Umbral, dependendo a interpretação de cada doutrina ou religião.

O personagem nasceu em Santana, bairro de Urussanga, que serve como plano de fundo para o romance e que traz um pouco da história do bairro, no período do Ouro Negro.

Como tema principal, o livro aborda através da história de Álvaro, um homem que teve inúmeras chances de fazer o bem, e desperdiçou suas oportunidades.

“Para o espiritismo, fazer o mal não é apenas realizar o ato em si. É deixar de fazer o bem, independente da situação, através de ações, como a caridade sem esperar nada em troca, uma palavra amiga, doações anônimas e diversas outras formas de realmente fazer o bem.”, enfatizou o autor à reportagem de Panorama no início desta semana.

Mauro, que é espírita desde os dezesseis anos, deixa claro que não é uma psicografia.

“Houve sim um auxílio da espiritualidade, onde um espírito que falava espanhol, dizia-me claramente para escrever um livro e que eu teria total liberdade de criação” enfatizou o escritor.

O livro começou a ser escrito em maio de 2021 com pesquisas de campo em Santana , e finalizado em janeiro de 2022.


Foto do escritor, autoria de Gustavo Marques/Rádio Marconi


AS CAPAS DOS EXEMPLARES EM TRÊS IDIOMAS