top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Descendente da família Tomasi veio do Mato Grosso do Sul conhecer parentes na região


Na semana passada, a escritora urussanguense Glória Maria Tomasi Braz visitou a redação do Jornal Panorama acompanhada de Neide Ruth Zanella Zornita e Lúcia Tomasi Ghidarini.

Objetivo?

Buscar informações sobre a história de Urussanga com os livros publicados pela editora deste semanário- Marcia Marques Costa.

Acontece que Neide, residente em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, iniciou um trabalho de pesquisa visando conhecer a árvore genealógica de sua família, tanto do lado materno quanto paterno. Enquanto pesquisava em sites da internet acabou encontrando Lúcia, que reside em Criciúma mas cuja família ainda está fixada em Nova Veneza.

Para melhor entender esta história, é preciso explicar que os ascendentes de ambas vieram juntos da Itália, se fixaram em Urussanga e, posteriormente mudaram para Nova Veneza.

Enquanto o nonno de Lúcia permaneceu em Nova Veneza, o de Neide acabou se mudando para o Paraná, local onde ela nasceu. Após se casar, Neide passou a morar em Campo Grande/MS.

O encontro de ambas e demais familiares, aconteceu porque Neide resolveu participar do Caminho Sagrado aqui de nossa região, tendo como percurso Criciúma – Nova Veneza – Siderópolis (Nova Belluno) / Treviso – Urussanga – Azambuja/Pedras Grandes – Morro da Fumaça – Içara e Criciúma.


Irmã Agenora, Neide e Lúcia



Antes de participar da caminhada, Neide tirou um tempo para conhecer as duas irmãs escritoras responsáveis por eternizar a saga dos Tomasi em terras brasileiras- a Glória Maria e a Irmã Agenora.

Entrevistadas pela reportagem de Panorama, Lúcia e Neide afirmaram estarem muito felizes e emocionadas com o encontro e que irão dar continuidade à busca de informações sobre toda família.


A surpresa

Mas, se o intuito delas era apenas folhear livros e revistas na redação de Panorama, elas encontraram muito mais que isso.

Ao lerem as certidões da Família Costa na Itália desde 1700, descobriram que havia parentesco também com esta família, sendo que parte dos Costa também foi para Nova Veneza e residiam perto dos Tomasi.

É surpreendente como o amor a sua própria história moveu uma cidadã de Mato Grosso do Sul até a Região Carbonífera, para encontrar descendentes e descobrir parentescos que ela nem sabia que existiam.

Comments


bottom of page