top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Delegado da Comarca alerta população sobre golpes virtuais


A internet e todo seu emaranhado de opções foi mais uma criação que veio para mostrar a dualidade do espírito humano no uso de suas próprias descobertas.

Também aqui o bem e o mal disputam espaço, criando situações que podem aproximar pessoas e uní-las por uma causa visando o bem estar geral ou evidenciar a inteligência de criminosos que se sustentam na ingenuidade alheia para ter lucros financeiros que vão desde simulação de sequestros de pessoas, sequestros de dados empresariais até a venda de bens inexistentes em redes sociais.

Nesse entremeio há ainda o submundo da “terra de ninguém”, onde crimes como pedofilia, tráfico humano e de drogas encontram vias alternativas de comunicação em corredores escuros de rede mundial.

Só para se ter noção, uma empresa privada especializada em segurança- a Fortinet fez um estudo e apontou que o Brasil registrou, no primeiro semestre de 2022, o assustador número de 31,5 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos a empresas.

E esses ataques consistem em roubar dados de empresas e elas, para recuperarem o acesso, tem que pagar a quantidade que os criminosos pedem.

Além do famoso hacker, há também o malandrinho “coca cola” com uma boa lábia para convencer pessoas ingênuas ou ávidas por dinheiro fácil a caírem em golpes em redes sociais e até pelo whatsapp.

E é esta última modalidade de golpe que preocupa o delegado da comarca de Urussanga - Marcio Campos Neves.

Em entrevista à reportagem de Panorama SC, delegado Marcio afirmou que o número de ocorrências relativas a crimes virtuais vem crescendo e pediu que a população tome cuidado ao fazer aquisições em sites pela internet e também fique esperta ao usar whatsapp ou receber ligações telefônicas.

“Aqui na nossa região tem ocorrido muita reclamação com golpes financeiros. Recentemente atendemos um caso onde a pessoa perdeu cerca de R$ 80 mil porque comprou um caminhão que nem existia.

É preciso estar atento. Ninguém dá nada de graça, se o produto está muito abaixo do preço de mercado, pode ter certeza que é golpe ou produto de crime. Então, para não ser enganado ou não ter problemas com a justiça, o melhor é não comprar.

Já com relação as ligações que anunciam sequestro de familiares, quem recebeu o telefonema deve ligar imediatamente para a pessoa que disseram estar sequestrada para conferir a situação.

No whatsapp, todos devem ativar o modo verificação em duas etapas, o que dificultará a ação de mal intencionados e também de golpes. Tenho visto muito também o golpe do empréstimo no facebook.

Há pessoas endividadas, que não conseguem empréstimo em agências bancárias por falta de capital ou até de renda fixa e se aventuram em sites que aparecem no facebook para fazer empréstimo e, no final, acabam dando dinheiro para os bandidos. E, na maioria das vezes, eles são de outros estados e até de outros países. Então, deixo mais uma vez um alerta para todos: duvide de ofertas fora da realidade.

Nós tivemos aqui na comarca um caso que até nos sensibilizou, que foi de uma senhora humilde e trabalhadora. Aconteceu que esta senhora não tinha carteira de trabalho por ser diarista e precisava de um dinheiro para adquirir o remédio para seu pai. Esta medicação custava R$14 mil e ela só tinha R$ 7 mil. Ela entrou na Justiça para conseguir a medicação mas não podia esperar, então resolveu fazer empréstimo. Como não tinha renda fixa comprovada, não conseguiu o dinheiro na agência bancária e acabou caindo no golpe de uma financeira que fez anúncio pelo facebook. Resultado da história, a mulher acabou perdendo os R$ 7 mil que tinha.

Então, é preciso muito cuidado, pois bandido não está preocupado com a situação que as pessoas vivem. Eles querem somente o dinheiro” afirmou delegado Marcio ao finalizar dizendo: “dinheiro não cai do céu. Não existe fada madrinha, papai noel e nem coelhinho da páscoa. Ninguém vai dar dinheiro, oferecer produto com preço muito abaixo do valor de mercado porque está apertado. Se for alguém da família ou conhecido que você tenha certeza que é verdade, tudo bem. Agora acreditar em ofertas mirabolantes na internet, em redes sociais, é meio caminho para ser enganado e perder dinheiro. É preciso muito cuidado com perfis de redes sociais, pois é muito fácil criar um perfil falso. Já no whatsapp, quando alguém ligar se passando por familiares pedindo dinheiro, sempre é bom fazer uma ligação de vídeo, de voz, e confirmar se a pessoa realmente pediu antes de ficar transferindo dinheiro.

É preciso cautela, bom senso e cuidar do próprio dinheiro porque bandido está ficando rico às custas de muita gente inocente” concluiu o delegado da comarca de Urussanga.

Comments


bottom of page