top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Criciúma - São Luiz recebe primeiro encontro do projeto CDL nos Bairros


Ideia é aproximar lojistas e CDL, além de entender as necessidades da comunidade e buscar soluções


A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma deu início na terça-feira, 28 de março, ao projeto “CDL nos Bairros”.

A ideia é percorrer os principais núcleos comerciais da cidade para entender as necessidades e dificuldades dos comerciantes e, após, buscar soluções para resolvê-las. O primeiro encontro ocorreu na sede da Acentra, com empreendedores do bairro São Luiz.

Na oportunidade, o presidente da CDL, André Luiz Santiago de Castro, destacou a importância da ação. “Este é um projeto que iniciou ainda em 2020, mas que teve que ser parado por conta da pandemia. Desde então, tínhamos a ideia de retomá-lo, até que o momento certo chegou. Ficamos imensamente felizes por estar aqui, por conversar, trocar ideias e poder, de alguma forma, contribuir com o desenvolvimento destas comunidades”, enfatiza.

A vice-presidente administrativo da CDL, Andrea Salvalaggio, apresentou dados relativos à situação socioeconômica do município, ao perfil das empresas e bairros onde estão inseridas, aos principais ramos de atividade, entre outras informações. “O São Luiz possui 949 empresas ativas, e este é um número forte, bastante alto” diz ela, ao celebrar: “antes da pandemia e da construção do binário, o bairro não aparecia como um grande núcleo comercial. E agora essa realidade é outra. Hoje ele aparece, ele cresce. Não temos dúvida de que, se os comerciantes se unirem, a região se desenvolverá muito mais”, explana Andrea

O projeto CDL nos Bairros segue nesta quarta-feira, dia 28, na Próspera. O encontro iniciará às 8h30min, no salão da igreja. Todos os lojistas estão convidados a participarem e a dividirem suas dores e expectativas. As regiões da Quarta Linha, Centro, Rio Maina e Santa Luzia também receberão a equipe nos próximos dias. “Contamos com a presença de todos para discutirmos e construirmos um comércio cada vez mais forte em Criciúma”, complementa André.

bottom of page