top of page
  • Foto do escritorJORNAL PANORAMA SC

Com propostas definidas, 1ª Conferência Municipal de Cultura foi um sucesso


A noite de segunda-feira, dia 4/09, ficou marcada pela construção da política pública cultural de Urussanga, Estadual e Federal, alinhavada pela própria população.

Apresentando o tema “Democracia e Direito a Cultura”, o evento aconteceu na Câmara Municipal, “a casa do povo”, e contou com a participação de representantes dos seguimentos de arte e cultura, autoridades, representantes da administração pública e profissionais de outras áreas, que agregam à cultura e ao turismo de Urussanga.

Para abrilhantar a noite, o público teve a grata surpresa de iniciar os trabalhos com a apresentação de uma das associações culturais mais antigas e participativas do município, o Coral Santa Cecília, que evocou belíssimas canções, trazendo propósito aos objetivos da Conferência.

A sessão solene contou com o chefe de Gabinete, Thiago Muttini, representando o prefeito, senhor Gustavo Cancellier, com o vereador Odivaldo Bonetti, representando o presidente da casa legistiva, senhor Daniel Moraes, e a presidente do Conselho Municipal de Política Cultural de Urussanga e da Comissão Organizadora do evento, Maria Alice Julio Batista.

A presidente aproveitou o momento para falar sobre a importância da boa operacinalidade do Sistema Municipal de Cultura e as vantagens que ele traz para a gestão cultural e a sociedade civil, quando operacionaizado de forma correta, e disse que para que isso se concretize em Urussanga, o Conselho Municipal de Política Cultural aguarda que o prefeito assine a proposta da minuta, que foi entregue pelo Conselho ao jurídico, e encaminhe à Casa Legisltiva e esta aprove em caráter de emergência, para que seja sancionada e o conselho possa dar sequência aos trabalhos.

A presidente explicou ainda que as etapas que o Governo Federal regulamentou, em Leis e Portarias, estão sendo executadas em Urussanga: “a Lei Paulo Gustavo está em fase de editais; a Conferência Municipal, que é quando o Governo Federal ouve o povo brasileiro, das metrópoles aos recônditos da nação, está acontecendo, mas a Lei Aldir Blanc 2 está vindo agora para o segundo semestre, e esta que vigorará por cinco anos, só enviará dinheiro, de fundo para fundo, ao município que estiver com o sistema funcionando (conselho, plano e fundo municipal)... e nós não podemos correr o risco de perdermos esse recurso!”

Após a solenidade, houve a organização dos seis eixos temáticos, com espaço aberto para discussões de propostas levantadas pelos participantes.

Retornando à plenária, foram apresentadas 3 moções aprovadas por unanimidade: duas pela Maria Alice, a primeira de aplausos e homenagem aos dois brilhantes artistas urussanguenses que seguiram para o outro plano tão novos, Aline Delayti (artista plástica e restauradora de artes sacras) e Everaldo Thomaz (artista plástico); a segunda de apelo para que o prefeito Gustavo Cancellier assine a minuta ecaminhada pelo Conselho para a criação do sistema municipal de cultura, revogando assim a lei de criação do Conselho, defasada em relação à constituição. A última moção apresentada pela Vanessa Lopes, vice presidente do Conselho, de apelo ao Prefeito que nomeie logo o(a) novo(a) secretário(a) para a pasta da Secretaria de Cultura, Turismo e Esporte, cuja Lei foi aprovada em abril.

Na sequência todas as propostas, em âmbito municipal, estadual e federal, foram apresentadas e discutidas, sendo aprovadas por unanimidade.Maria Alice e Vanessa, por sugestão do conselheiro e presidente do coral Santa Cecília, foram eleitas por unanimidade as duas delegadas representantes da Conferência.

Da Equipe Panorama, votos de sucesso para o Conselho de Cultura, os participantes do referido evento e as delegadas que abraçaram esta causa tão importante no contexto social da Benedetta.

Комментарии


bottom of page